12


Resenha: Legend - Marie Lu.


  • Autor: Marie Lu
  • Tradutor: Ebréia de Castro Alves
  • Editora: Prumo
  • ISBN: 9788579272097
  • Ano: 2012
  • Páginas: 256


Sinopse:

Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

Resenha:

"A verdade se tornará lenda."

Quando se completa 10 precisa passar pela prova, que nada mais é, do que varias questões objetivas, testes físicos e psicológico.Se ao final de todos os exames o adolescente conseguir uma nota aceitável, é digno de trabalhar para o governo. Quanto mais alta for a sua nota, melhor vai ser o seu cargo e a qualidade de seu ensino. Já os reprovado são retirados de suas famílias e enviados para campos de trabalho forçado, e não mais retornam ao convívio da sociedade.
 June é órfã, perdeu os pais a muitos anos em um trágico acidente de carro, desde então mora com o irmão mais velho,Metias,e estuda na melhor faculdade. É considerada o prodígio da Republica,já que atingiu a nota máxima na prova,a única que conseguiu atingir 1500 pontos, ou seja, todos os seus testes foram impecáveis. Agora ela esta sendo treinada para fazer parte do exercito, que é a função destinada aos que obtém as melhores notas.
Mas, certa noite, um soldado bate a porta de June, trazendo a noticia que pode abalar o seu mundo aparentemente perfeito. Seu irmão, seu único parente vivo, foi cruelmente assassinado, possivelmente por Day, o procurado numero um da Republica, o garoto sem rosto, o qual todos procuram ,por seus atos de vandalismo contra o governo, mas ninguém nunca realmente o viu. Day é uma lenda viva, mas até então, nunca ninguém o havia acusado de assassinato. A própria June o admirava por sua coragem e destemor.

"Vou perseguir você até o inferno.Vou vasculhar as ruas de Los Angeles a sua procura.Se preciso, vou procurar em todas as ruas da Republica.Vou enganar você,usar de truques,mentir,fraudar,roubar para encontrar você,atraí-lo para que saia do seu esconderijo,e persegui-lo até você não ter mais para onde fugir.Estou fazendo um juramento: sua vida é minha.
Antes do que eu esperava, chegaram os soldados para levar Metias para o necrotério."

Decidida a capturar o assassino do irmão, June fica encarregada de localizar e capturar Day, e para isso ela vai para as ruas dos setores mais pobres da Republica, onde teoricamente se escondem a maioria dos Patriotas.
O único modo de June se infiltrar no meio dessas pessoas, é passando despercebida. Para isso ela passa a viver nas ruas, como uma sem teto. Logo que o caminho de June e Day se cruzam, ambos passam a duvidar de tudo que sempre acreditaram. Será que tudo que é imposto pela Republica é para o bem da população? e será que todos os oficiais e governantes são pessoas sem coração, sem o minimo de compaixão?
A cada dia que passa nos setores pobres da Republica junto com Day, June fica ainda mais incerta sobre o fato de ele ser ou não um assassino impiedoso.
Apesar das dificuldades e de viver em constante fuga, é um garoto simples e de bom coração,e luta com unhas de dentes para ajudar a sua família a sobreviver,apesar das dificuldades.
Mas June e Day estão presos em um jogo de gato de rato, ela pretende captura-lo, mas ao mesmo tempo ele nem sonha que ela é um agente infiltrado, mas está sempre preparado para o pior.

"-Nunca lhe perguntei sobre esse nome de guerra. Por que Day?
-Porque cada dia significa novas 24 horas. Cada dia quer dizer que tudo é possível de novo. Você pode aproveitar cada instante, pode morrer num instante, e tudo se resume a um dia após o outro. –ele olha para a porta aberta do vagão da ferrovia, onde faixas escuras de água cobrem o mundo."

Eu tinha Legend a bastante tempo na minha estante, logo que entrou o "modismo" distópico, eu o comprei junto com Divergente, por causa da semelhança entre ambas as sinopses, mas a muito tempo estava adiando a leitura. Que grande erro.
Legend é incrível. Sinceramente? acho que esta no mesmo nível de Jogos Vorazes e Divergente, sem duvida nenhuma.
Ambientado em uma Los Angeles futurista, no ano de 2130, Legend conta a historia de June e Day. Ela, o jovem prodígio da governo, ele, o criminoso mais procurado. Quando suas estorias se cruzam, tudo que ambos acreditam é posto a prova, June precisa decidir se realmente acredita em tudo que foi levada a crer, e Day precisa enfrentar a verdade de quem sua vida pode depender de alguém que ele nunca sonhou que poderia lhe ajudar.

 "Dinheiro é a coisa mais importante do mundo, guria. Dinheiro pode comprar felicidade, não me importo com o que os outros dizem. Dinheiro pode comprar alívio, status, amigos, segurança... todo tipo de coisas."

A narrativa é feita em primeira pessoa, alternando entre o ponto de vista de June e Day, nos mostrando ambos os lados de uma sociedade dividida.
A forma como a autora mantem o ritmo da estoria é algo sensacional, existe ação e suspense do inicio ao fim(Para vcs terem uma ideia, me peguei brigando e incentivando alguns personagens durante a leitura. hahahaha.), alem de ser leve e fluir muito fácil.
Minha unica critica a esse livro, é a morte do Metias logo nos primeiros capítulos!Ok, eu sei que é a morte dele que desencadeia todos os acontecimentos que levam ao desenvolvimento da estorias, mas isso não me impede de achar a morte dele um desperdício, um personagem forte e carismático. Gostaria que a June tivesse outros parentes vivos para  morrer no lugar dele.(devaneios de leitora frustrada, oi.)

A diagramação do livro é super elaborada, a folhas tem uma aparência "manchadas", e alguns capítulos são divididos como se fosse uma especie de relatório, com data, hora e local.
Sinceramente, hoje eu entendo muito bem todas as criticas maravilhosas desse livro, que apesar de ser fino e de a autora ser bem jovem, é inegável o seu talento, e o quando a estoria tem potencial. Estou esperando ansiosamente para o próximo volume. Para quem não sabe, Legend é uma trilogia, que tem sequência em "Prodigy" e "Champion", ambos ainda sem data de lançamento no Brasil.


Sobre a autora :

Marie Lu nasceu em 11 de julho de 1984 na cidade de Wuxi na China. Escreve romances jovens-adultos, e tem um amor especial por livros distópicos. Antes de se tornar uma escritora em tempo integral, era diretora de arte em uma empresa de jogos. É formada na Universidade do Sul da Califórnia, e atualmente vive em Los Angeles.

12 comentários:

  1. Eu quero muito ler esse livro. *-*
    Distopia, amo!

    ResponderExcluir
  2. Legend é muito bom. Gosto da maneira que a narração é feita, da escrita da autora, dos personagens. O livro é ótimo.

    Beijos,
    Carissa
    http://www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  3. Eu já esperava que esta resenha seria maravilhosa. É incrível como vcs conseguem despertar nossa vontade de ler um livro só pela resenha. Adorei a protagonista, bem no estilo que eu gosto, guerreira. O primeiro quote me pegou de jeito, preciso ler este livro! hehehehehe

    Abç.

    ResponderExcluir
  4. Bom, saber que se encontra no mesmo nível de Divergente e Jogos Vorazes podemos esperar uma obra fantástica mesmo. =)
    A primeira vez que vi a capa realmente pensei que fosse tipo continuação ou guia de Divergente, bem parecidos KK

    ResponderExcluir
  5. Tô muito.curiosa para ler esse livro!!!
    A capa me deixou muito curiosa, gostei muito da resenha!!!

    ResponderExcluir
  6. apenas ansiosa pela continuação, tô quase comprando em inglês mesmo ;-;
    e ótimaaaaa resenha :3

    beijos,
    nathália
    Nova resenha em Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Mais um livro que vou ter que ler... ta doido vio, eu sou pobre gente! Parem de lançar livros legais... :'(

    bjo^^

    ResponderExcluir
  8. kkkkkkkkkkk Estou com a Ana, cadê dinheiro? kkk
    Eu já desejo esse livro desde o "li até a página 100" dele, me conquistou, apesar da capa ser feia na minha opinião.

    Bjokas

    ResponderExcluir
  9. Distopias realmente vieram com tudo nestes últimos meses.
    Gostei muito da resenha e me parece ser um história envolvente até a ultima página. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  10. Eu queria ver fotos da folha do livro que você disse que parecem manchadas. Fiquei curiosa agora.
    Vou ver se acho para comprar com preço bom porque se não o bolso não aguenta, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura a caixinha de correio que fiz em video, eu mostro como é lá!! *-*

      Excluir
  11. Gosto muito de uma autora chinesa chamada Xinran, ótima escritora, fiquei curiosa por essa que vc fez a resenha pois não conhecia.
    Ultimamente os autores estão fazendo livros com capas assim bem mais simples, o que não acho feio só é meio sem graça já que estamos acostumados com pessoas lindas e felizes, ou tudo bem colorido, mas considero mais original que com capas dos filmes.

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png