17 janeiro 2014

Resenha : O mistério da Caveira de Cristal - Chris Morton e Ceri Louise Thomas.

Autor: Chris Morton e Ceri Louise Thomas.
Titulo original:  The secret of the Crystal skull
Editora: Butterfly
ISBN: 9788588477964
Ano: 2012
Páginas: 616
Tradutor: Larissa Wostog Ono.

"O livro que deu origem ao filme Indiana Jones  e o Reino da Caveira de Cristal."

Sinopse:


Quando a arqueóloga Dra. Laura Shepherd descobre que seu colega foi assassinado segurando um misterioso crânio de cristal, é envolvida em um mundo sombrio de presságios estranhos, fenômenos psíquicos e um código enigmático, 1221201212212012. Sua busca pela verdade leva-a a arriscar sua carreira, seu casamento e até mesmo sua vida. Laura descobre uma terrível profecia, embarca em uma perigosa missão, rumo a um antigo templo maia, protegido por uma densa floresta, cercado por guardas armados, determinada a descobrir o mistério da caveira de cristal, a qualquer custo. 
Resenha:

A algum tempo eu cobiçava este livro nas vitrines das livraria.Essa capa me chamou a atenção desde o primeiro momento em que coloquei os olhos nela, e essa premissa de mistério, suspense, misturado com mitologia, me parecia ser a mistura perfeita, e eu não podia estar mais certa, esse livro é fantástico.
Ao iniciarmos a leitura, conhecemos a Dr. Laura Shepherd, uma arqueóloga especializada na cultura Maia, que trabalha em um grande museu da cidade. Laura a pouco tempo passou por um grande baque em sua vida, a sua pequena filha, Alice, fatidicamente morreu asfixiada com uma bala presa na garganta. Mesmo abalada, ela continua tocando sua vida com a ajuda de seu marido Michael, um cientista conceituado.
Certo dia, ao ficar até mais tarde no museu, envolvida decifrando hieroglifos de uma pedra profética que chegou a suas mãos por meio da policia, que a retirou de saqueadores, Laura escuta sussurros vindos do corredor. Impelida pelo estranho cântico que parece vir direto da sala de seu colega de trabalho, ela se encaminha para lá, mas ela não poderia imaginar o horror que encontraria ao adentrar o local.
Dentro da sala, ela encontra Ron Smith morto sobre sua mesa, ainda segurando um estranho objeto, uma caveira de cristal de tamanho natural. Desesperada, ela chama a policia, que constata que a causa da morte de Ron é um mistério, já que não existe sinais de luta ou de que ele sofresse de alguma doença. A única pista sobre sua morte é um estranho bilhete deixado pelo próprio, com apenas algumas palavras: " Eu vi o futuro..."
"A Caveira de Cristal poderia ter algo a ver com o fato de os Maias serem tão desenvolvidos? Era porque fora deixada por um civilização ainda mais avançada que a deles? Poderia a caveira de cristal  ter realmente sido herança de sobreviventes de Atlantis, como Frederick Crockett-Burrows acreditava, ou talvez por alguma outra civilização  extremamente avançada e tecnicamente sofisticada que ainda não haviam descoberto?"
Ron Smith era também um especialista sobre a cultura Maia, assim como Laura, com sua morte, ela fica encarregada e concluir e estudar as anotações de Ron, assim como de fazer um relatorio sobre a caveira e sua origem.
Ao analisar a papelada de Ron, Laura descobre o endereço de quem enviou a caveira via correio para Ron. Essa é a primeira pista que ela tem sobre a origem do misterioso objeto, já que não esta catalogado em nenhum registro do museu, ou de qualquer outro.
Ao chegar ao endereço que encontrou, ela se depara com Ana Crockett-Burrows , uma peculiar senhora cega, que vive isolada do mundo em uma casa de campo, e que também foi arqueóloga em sua juventude, mas que parece ter as respostas para todas as perguntas de Laura,  além de afirmar que a caveira de cristal é um vinculo entre o mundo dos vivos e dos mortos, e que possui uma mensagem para Laura, de sua filha morta, que pode ajuda-la a desvendar uma antiga profecia Maia. E é a partir deste encontro que Laura vê sua vida mudar drasticamente.Todas as suas crenças vão ser destruídas, e ela vai precisar ver o mundo de uma nova forma, se quiser sobreviver.
"Eles vieram agora para destruir todo este planeta simplesmente para encher nossas vidas com coisas das quais não necessitamos. Você não entende? É toda essa maneira de pensar agora que  está errada. Não mais veremos a ligação sagrada entre nós e todos os demais seres.O vincula sagrado entre nós foi quebrado.Esquecemos,como diz meu povo, de que todos somos irmãos e irmãs,que somos eles, e eles são nós.E eles esqueceram de que ao destruir a nós e a nossos lares, quando destroem as florestas ,eles também destroem a si mesmos,destroem o próprio ar que respiram,pois todos nós somos um só ser."
Este livro pode assustar na primeira olhada, são mais de 600 paginas, mas eu garanto a vocês, elas passam rapidinho, é uma leitura super rápida e fluida, o livro possui ação do inicio ao fim, então é impossível parar de ler.
Eu sou uma grande fã de mitologia, então vocês podem imaginar o quão feliz fiquei em poder conhecer detalhadamente a cultura do povo Maia, e seus misteriosos métodos de previsão, seus calendários e suas previsões para o futuro. O livro também aborda o espiritismo e as dimensões que existem entre o mundo dos vivos e dos mortos. Como eu disse, é uma leitura eletrizante.
Este livro é uma obra prima, muito bem escrito, rico em detalhes, mas sem tornar a leitura enfadonha, muito pelo contrario, deixa o leitor avido para descobrir o que acontecerá no capitulo seguinte. Esta é uma obra que mistura ficção com realidade, já que os autores basearam-se em fatos verídicos para criar a trama.
O trabalho da editora também foi fantástico, e contribuiu para o livro ser essa perfeição que é. A diagramação é simples, mas eu encontrei alguns erros de digitação e revisão, nada que atrapalhe a leitura. A capa também é uma obra a parte, é simplesmente fantástica, e ilustra muito bem os elementos que conhecemos ao longo da trama.
Foi uma pena eu ter lido este livro depois do "fim do mundo". hahaha
 Enfim, eu nem preciso dizer que recomendo a leitura a todos que apreciam uma boa aventura, com muito mistério e suspense.

Sobre os autores:



Chris Morton e Ceri Louise Thomas. são produtores independentes de cinema e ativistas ambientais,além de escritores e roteiristas.Ambos passaram muitos anos trabalhando na televisão, na maior parte do tempo para a BBC e o Channel Four, nos EUA.
 Morton e Thomas iniciaram suas pesquisas a respeito das autênticas caveiras de cristal, a cultura e as antigas profecias Maias há cerca de 15 anos. Sua pesquisa resultou no aclamado documentário sobre o tema, produzido pela BBC/A&E, e ao seu best seller ficcional O mistério da Caveira de Cristal, livro que já foi traduzido para mais de 15 idiomas.






6 comentários:

  1. Interessante heim...gostei da dica!
    Ótima sexta flor!

    - Post novo no blog sobre sapatos bora conferir ;)

    Beijoss *-*

    ==> Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Estava super ansiosa pela resenha depois do Li até a página 100 ^^
    Fiquei super curiosa para ler o livro, não é o gênero que eu costumo ler, mas vou dar uma chance ao livro ^^
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha! Também achei a capa linda, chamou muito minha atenção, é bem legal. Gostei muito também do enredo, adoro livros em que temos ação o tempo todo e gostei de saber que este é assim, fiquei curiosa para saber como é solucionado este mistério! Parece um ótimo livro!
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. OS CINCO POETAS BRASILEIROS MAIS CITADOS NAS MÍDIAS SOCIAIS

    1 - MÁRIO QUINTANA
    2 - VINÍCIUS DE MORAES
    3 - CORA CORALINA
    4 - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
    5 - AUGUSTO BRANCO

    * Dados consolidados da Who Talking Social Media Search Engine, referentes aos poetas brasileiros biografados na Wikipedia.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro me lembrou os enredos que lia quando mais novo e me fez querer lê-lo.

    ResponderExcluir
  6. Caramba! Fiquei encantada pela estória do livro. Parece ser bem diferente do que lemos comumente em livros de fantasia e isso me anima muito. Não me lembro de já ter visto algum livro que fale sobre a cultura Maia.
    As cerca de 600 páginas não me assustam, pois achei bem interessante o enredo e fiquei curiosíssima. Pretendo ler, mas não tão em breve devido a minha pilha de leitura.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz