11 maio 2015

Resenha: Conto sobre o Amor e o Tempo - Flávio Galindo

Edição: 1
Editora: Independente
ISBN: 0
Ano: 2014
Páginas: 15

Adicione no Skoob
Compre AQUI - R$ 1,99 (Versão E-book)

Livro cedido em parceria com o autor
Sinopse: "Sobre o Amor e o Tempo" relata a estória de Ela e Ele, que no quesito nomes, podem ser qualquer um de vocês. Este é um conto sobre o amor. Ou seria sobre o tempo que temos para dar e receber o amor?

Resenha:

Mas gente!!!!! Como pode um livro tão pequeno conter tanto significado???? Pois é!


Não sei se vcs perceberam, mas este é o terceiro livro que leio do autor Flávio Galindo, e nos 3, me surpreendi positivamente!
Sobre o Amor e o Tempo é um conto curto, com apenas 15 páginas, mas que dão aquela sensação de poder mais, ser mais, querer mais.

Nesta histórias, não temos personagens, ou melhor, Ele ou Ela pode ser você! Isso mesmo! O autor não nomeia os personagens, ele deixa uma abertura para o leitor se colocar no lugar dEle ou dEla.
"A história do Tempo ecoou sobre o mundo inteiro. As pessoas começaram a ver mais amor nas coisas, a tratar o próximo com mais carinho e a ter tempo para dar e receber afeto. Era como se cada dia tivesse trita horas, pois tudo que é feito com amor, dura tempo bastante. Se torna infinito."
Quem poderia imaginar que o Tempo fosse parar e falar com você? Fazer você enxergar a vida corrida que leva, a obsessão pelo trabalho, o costume de ter tudo mais fácil, de não se envolver, de viver sozinho? Sim! Aqui o tempo parou e deu essa oportunidade para Ele e Ela.


Mesmo após a leitura, fiquei pensando nos personagens e em como tudo que foi escrito é verídico. Senti aquela sensação de nostalgia, quando lemos algo que nos faz pensar, sabe? Por isso, indico com toda certeza essa leitura!

A narrativa é em terceira pessoa e o autor fala com você, te faz perguntas. Infelizmente o conto é curto, mas muito bem escrito. Encontrei alguns erros de revisão, coisa pouca que não prejudicou a minha leitura. A capa é linda demais e condiz perfeitamente com o enredo. A escrita do autor é gostosa e sucinta, simples e direta.
"Então o que Ele e Ela teriam em comum? Nada, aparentemente, mas o que pode levar a ter? A avenida? o tempo? O amor? A falta dele?"
Além da história improvável, o autor usou a Avenida Paulista como plano de fundo. Preciso dizer que amei? Adoro quando leio um livro nacional e me deparo com lugares que conheço... pode ter certeza, a próxima vez que eu passar por lá, vou me lembrar esta história!

Espero que vocês tenham a oportunidade de lê-lo e se encantarem pela forma simples e direta que o autor nos leva a ver além!


Avaliação:


Sobre o autor:


Flávio Galindo, da cidade de Osasco, grande São Paulo, é comerciante em sua cidade e descobriu sua vocação pela escrita logo cedo. Apesar de ter menos de 3 décadas de vida, o autor começou lançando dois de três volumes da trilogia O Guerreiro das Estrelas, de ficção, mas foi o tempo e a vida que o mostrou a paixão pelo gênero de romance. Ainda em finalização dessa trilogia, Flávio agora foca nos romances, e o primeiro é "Cair para Voar" que sairá pela Sollo Editorial no mês de Junho. Já participou de algumas Antologias e hoje foca como nunca a Literatura, visando ultrapassar barreiras e limites.
Sua escrita é sempre voltado para a fé que devemos ter em nós mesmos para alcançar os nossos objetivos. São leituras envolventes e com boas tramas.

Para mais informações vocês encontram o autor sempre presente no email: escritor.flaviogalindo@gmail.com

Pelo Facebook nas páginas:
https://www.facebook.com/escritorflaviogalindo
https://www.facebook.com/flavio.galindo




4 comentários:

  1. ai que legal, eu adoro contos, achei esse incrivel, é bem pequeno e meio que tra um pouco de reflexao, como se fosse a moral de uma historia.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, o autor deve ser muito talentoso pra conseguir surpreender em um conto tão curto!
    E fiquei com muita vontade de ler, pois amo histórias que trazem reflexões.
    Bjo, Ana <3

    ResponderExcluir
  3. Também adoro livros e contos nacionais que se passam em lugares que eu conheço. Dá uma proximidade maior com a obra, não é?
    Não conhecia esse conto do autor, Ana. Prefiro conferir logo. Ou outro livro dele. A escrita dele parece incrível.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de maio. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que o conto te agradou tanto Ana! Sempre bom quando uma história nos faz pensar tanto assim mas vou te confessar que não ando muito no clima pra isso. Futuramente, com certeza gostaria de ler.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz