21 julho 2015

Resenha: Entre Quatro Poderes - Grupo Sic.

Edição: 1
Editora: Novo Século
Selo: Talentos da Literatura Brasileira
Autor: Grupo Sic.
ISBN: 9788542803518
Ano: 2014
Páginas: 248
Adicione o livro no "Skoob"

Sinopse:
O prefeito de Suares, uma pequena cidade do estado de São Paulo, passa por um momento crítico. Com a Polícia Federal em sua cola e sua vida pessoal desmoronando, o império construído com sangue e mentiras está prestes a ruir. Churrasco, envolto pelas sombras da vida pública, descobriu da pior forma possível que a caminhada de um político pode ser solitária e que cada decisão tem um preço. Só resta saber o quanto ele está disposto a pagar. No final das contas, todos conhecem a vida do homem público, mas sempre existe a história por trás da história.


Resenha: 
"Afinal, quem responde pelo quarto poder?"
Só o título deste livro me deixou confusa e valeu uma pequena pesquisa no gloogle, e não foi para ler referencias ou resenhas, e sim para um busca sobre política, afinal o título é “Entre Quatro Poderes” e até onde conheço de política, são apenas três poderes, o Legislativo,Executivo e Judiciário. Sim? Não? Faltei na aula de historia? Não, se você como eu ficou com essa duvida, aqui vai a resposta:  O Estado Brasileiro é composto por três poderes, apenas. Mas, então, qual é o quarto? E foi com essa duvida em mente que me joguei na leitura, mesmo sendo um estilo que foge da minha zona de conforto.

Um livro sobre política nunca esteve em meus planos, sempre imaginei que uma trama com este enredo seria chata e cansativa, afinal , apesar de ter uma opinião sobre o assunto e fazer o meu papel de cidadã o mais certinho possível, não sou uma grande entusiasta do assunto e fujo de qualquer tipo de discussão do tipo. Mas, eu não poderia estar mais enganada, Entre Quatro Poderes não é um livro apenas sobre política e seus aspectos legais. Na verdade vamos ver ao longo do livro uma trama que envolve política em sua forma nua e crua, sem as maquiagens, onde vale tudo, inclusive matar e roubar.
Existe uma pequena dose de ficção nesta grande verdade, se é que vocês me entendem!

O livro inicia nos contando a historia de Churrasco, o atual prefeito da cidade de Suares, sendo investigado pela policia sobre os diversos desvios de dinheiro e obras super faturadas.
Mas, então voltamos no tempo, e vamos acompanhar como chegamos a este malfadado desfecho, e a trama do livro volta para a cidade fictícia de Suares, no interior de São Paulo. Uma cidade pequena nas que está sendo palco de uma grande e acirrada disputa política entre Armando Pimenta e Zé Ribeiro que concorrem ao cargo de prefeito da cidade.
Os dois concorrentes não poderiam ser mais diferente um do outro. Armando Pimenta é o político da elite, faz parte dos circulo de amizade da maioria das pessoas mais influentes da cidade. Já Zé Ribeiro é o político de povo, o que se propõe a pensar no povo acima de tudo, no bem estar da cidade e do cidadão honrado e trabalhador. Zé também conta com a ajuda de Churrasco, um jovem entusiasta e visionário, de família pobre  e humilde, que sonhava em entrar para a política para fazer a diferença.  Churrasco também é irmão mais novo de Cláudio, que não é tão bem intencionado quanto o irmão. Cláudio nunca teve aptidão ou interesse por nada em especifico, e fato de seu irmão mais novo ser tão focado e estar traçando uma carreira de sucesso na política sempre o incomodou. E na tentativa de se igualar e prejudicar o irmão, Cláudio acaba casando com a filha de Zé, o primeiro e único amor de Churrasco.
Mas intrigas familiares aparte, as campanhas politicas de ambos os candidatos e seus partidos é praticamente uma luta livre. Um sempre tramando para derrubar o outro. Escândalo atrás de escândalo.

O dia da eleição se aproxima e as campanhas políticas seguem, de forma bastante diferente para os dois políticos. Enquanto Zé e Churrasco fazem visitas e comícios na periferia da cidade, Pimenta faz acordos e alianças com os poderosos. Mas Zé continua no topo das pesquisas, apresentando uma grande e significativa diferença nas intenções de voto da população.

Ma na madrugada para o dia decisivo, algo fatídico acontece. Zé Ribeiro é baleado e morto na calada da noite no meio da praça da cidade.
“Os dois caminhavam em passos curtos. Antes de dobrarem o contorno da praça, um disparo foi ouvido. Naquele momento, Zé Ribeiro tomava um tiro fatal pelas costas. Quando não mais se imaginava outro escândalo, Suares tinha na véspera da eleição o futuro prefeito assassinado”
Então, como o único candidato restante, Pimenta assume o cargo de prefeito da cidade. É claro que a morte de seu concorrente gera uma grande bagunça, os jornalista e a imprensa da cidade ficam em polvorosa. Mas, logo o caso e abafado e a falta de evidencias para identificar o culpado pela morte acabam por arquivar o caso não resolvido e suspeito.
Já Churrasco, eleito vereador , e inconformado com a situação e certo de que Pimenta e responsável pela morte de seu amigo começa um alvoroço. Mas Cláudio, entre em cena, e fazendo uso de seu único talento, a manipulação, faz com que seu irmão se torne um alienado, e em pouco tempo Pimenta e Cláudio passam a governar Suarez, manipulando, extorquindo, desviando e roubando descaradamente a população. Mas até quando? E é isso que vamos descobrir ao longo da trama.
"Se as pessoas forem dependente do governo, por que vão optar pela mudança? Por que vão reclamar disso ou daquilo? Elas sabem que, se arrumarem problemas, vão perder a boquinha. Então melhor deixar tudo como está – adorava dizer Pimenta."
Se você acompanha o minimo da política no Brasil, vai perceber logo de cara que “Entre Quatro Poderes” está bem próximo da triste realidade que vivemos. Infelizmente o livro tem bem mais realidade do que ficção, e que Suares poderia muito bem ser o nosso pais como um todo, já que estamos nos acostumando a ver os escândalos dos nossos governantes quase que diariamente nos noticiários.

E assim, quem pensa que um livro sobre política é enfadonho, esta redondamente enganado, ou ainda não leu o livro certo. Nesta obra os autores nos brindam com uma trama que envolve, suspense, corrupção, fraude,mistério assassinatos e até mesmo uma pitada de romance, que formam um livro bastante instigante de se ler. Sem contar, é claro, com a escrita dos autores, que é fácil e simples.  E sim, o livro foi escrito a oito mãos, e para quem tem um pouco de preconceito com isso( confesso, eu sou/era uma dessas pessoas.), já vou logo avisando, os quatro autores estão em sintonia do inicio ao fim.
O livro também intercala capítulos entre passado e presente, e a trajetória de diferentes personagens. E por falar em personagens, temos uma vários deles, que contribuem para o desenvolvimento da trama,  sem contar que todos possuem personalidades distintas e muito bem desenvolvidas, mantendo a bagagem emocional de cada do inicio ao fim .

O livro aborda política e o caráter das pessoas, e quão fácil uma pessoa pode ser influenciada e desvirtuada, não importando se seus idéias são os mais dignos e nobres. Mostra que o poder pode seduzir e modificar até mesmo os mais honestos e bem intencionados.

Sobre o final. Ok, falando com o coração, eu achei extremamente injusto e chocante. Agora falando com o cérebro, é um final totalmente genial e cruelmente real, afinal, a impunidade para políticos corruptos faz parte do nosso dia a dia, a corda sempre rompe do lado mais fraco.
E após refletir sobre, é incontestável, um livro tão real não poderia ter um final diferente ou ficcional.

Mas assim, você ainda continua em duvida com a questão que levantei lá no inicio da resenha, né? Quatro poderes. Mas se só existe três, qual é o quarto? Então, a meu ver, o quarto poder aqui é a mídia e a capacidade que ela dispõe de induzir as pessoas a seguirem uma linha de raciocínio, seja ele correto ou incorreto, pois se tratam de formadores de ideias. E grande parte dos escândalos em Suarez começam a vir a tona quando a mídia começa a reportar a real situação da cidade.

Enfim, para descrever o livro em em poucas palavras: Um choque de realidade do inicio ao fim.

Sobre o autor:

O Grupo Sic é formado pelos jornalistas Anderson Fernandes, Debora Kaoru, Khadidja Campos e Rodrigo Dias. Com trajetorias permeadas pela Comunicação Social, pautaram seus passos em jornais de grande circulação e assessorias de imprensa politicas. Essas vivencias proporcionou a eles grandes historias, as quais estão refletidas nas paginas de Entre Quatro Poderes.

12 comentários:

  1. Heey!
    Adorei a premissa do livro, ainda mais porque quero fazer Direito haha! Com certeza vou adicioná-lo na minha wishlist ^^
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  2. Posso afirmar, com toda sinceridade, que foi uma das melhores resenhas sobre o nosso livro. Parabéns e muito obrigado pela oportunidade.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Geeh!
    Amei saber que a leitura não se torna chata por abordar esse tema, e com certeza vou ler pelo livro infelizmente falar da realidade, e por ter mistérios, suspense e ser envolvente.
    Amei a resenha! Bjão <3

    ResponderExcluir
  4. Oiiieeee, tudo bom?
    Gente que livro hein, nunca tinha passado pela minha cabeça ler ele, mas é claro que irei coloca-lo na minha lista de leitura, fiquei super curiosa, também não gosto de politica, mas é algo que devemos ter o conhecimento não é mesmo, o livro não faz meu estilo, mas estou disposta a dar uma chance a ele.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Olá, Geeh.
    Já estou com o livro aqui em casa, mas ainda não comecei a lê-lo.
    Eu acho que não teria esse choque de realidade, pois gosto de ler sobre política e sei como ela é extremamente podre. Mas acho que ainda sim esse livro irá me acrescentar bastante. Ainda mais porque será uma leitura fluída, o que é incomum na área da política.
    Excelente resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  6. Muito interessante, não conhecia.
    Excelente resenha!
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  7. Geeh!
    Estou com o livro aqui para leitura.
    Achei a construção da história bem inteligente e é a realidade que estamos vivendo, não apenas em nossas cidades, mas em todo o Brasil. A corrupção domina!
    E concordo que a mídia e o povo são o quarto poder..
    “Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  8. Mana, achei ótimo que você se surpreendeu com história positivamente mas creio que esse não vai ser meu caso, eu não tenho costume em ler livro desse tipo e acho realmente que não vou gostar desse livro então é melhor eu não ler esse livro e evitar falar mal dessa livro sendo que aparentemente ele mostra uma historia interessante. Boa resenha mas passo leitura adiante.

    ResponderExcluir
  9. Oiee
    Eu tenho esse livro mas como ele não é totalmente do meu interesse passei ele pro meu pai ler.Confesso que a proposta desse livro está bem longe da minha zona de conforto mais assim como você se arriscou quem sabe eu também não faça isso.Mas por enquanto prefiro ficar só nas resenhas mesmo kk.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Olha ainda estou na duvida se leria ou não este livro, ODEIO politica. Não me envolvo em nada que trate a respeito disso, sempre fujo. Mas a história desse livro me chamou um pouco a atenção, ai fico em cima do muro "leio ou não leio, eis a questão" KKK claro que se ganhar, eu vou ler com muito amor, mas colocar como meta de leitura, acho que não.

    ResponderExcluir
  11. Geeh, logo lendo sua resenha lembrei da política na minha cidade. Todos os fatos abordados, menos o do candidato humilde ganhar,
    Nunca me imaginei lendo um livro sobre política, afinal, não gosto de me envolver nessa área, só dá dor de cabeça. A leitura me lembrou bastante a escrita de Jorge Amado, por causa do livro "Gabriela, cravo e canela". Pois bem, eu não imaginei que esse livro poderia ser tão interessante, sempre tive curiosidade em ler algo sobre ele mas nunca passou de uma curiosidade. Não vejo a hora de ler essa trama tão incrível.

    ResponderExcluir
  12. Também achei que livro sobre politica seria chato e tedioso, esse parece ser bem diferente cheio de tramas e reviravoltas, tem pessoas que não tem escrúpulos em se tratando de poder ele fala mais alto. A mídia influencia mesmo as pessoas.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz