06 abril 2016

[Book Tour] Resenha: Desejo e Honra - Tatiane Duraes


Edição: 1
Editora: Editora Deuses
ISBN: 9788566754612
Ano: 2015
Páginas: 152

Sinopse: 1890. O Brasil passava por sérias mudanças. Os escravos foram alforriados, porém, apenas no papel. Os italianos começaram a chegar em busca de uma vida melhor. A corrida pelo ouro terminara há muito tempo e o café com leite era o que sustentava a economia do país. Em Minas Gerais, uma única família ainda mantinha a atividade do minério, a família Leon, eles continuavam sendo abençoados, encontrando ouro em suas terras.
O Conde de Leon, filho do monarca Duque de Leon, que, devido a idade, não conduzia mais os negócios. Conde que, apesar de bondoso, carregava no peito a enorme dor da perda. Sua esposa Cassandra falecera ainda muito jovem, e desde então ele nunca mais ficara atraído por nenhuma mulher, até aquele dia, 31 de outubro, quando uma jovem de cabelos negros e pele extremamente branca chegou em sua casa para ajudar na cozinha. Uma jovem bonita, delicada e inteligente.
Assim, o Conde de Leon, finalmente percebeu que poderia se libertar do fantasma de sua falecida e amada Cassandra. Entretanto, a jovem carregava consigo um segredo: Linda, porém fatal.


Resenha:

Não é de hoje que tenho muita vontade de ler algo da autora Tatiane Duraes, então, quando vi que ela estava organizando Book Tour de seu livro, corri e me inscrevi para participar, torcendo muito para ser aceita. Agora, vou contar para vocês o que achei do romance Desejo e Honra.


A história se passa em uma cidade brasileira chamada Monte Fino, em Minas Gerais. O ano é 1890, então, já podemos imaginar que o enredo todo será de época neh? É... mais ou menos por aí, porque nossa protagonista\, Amanda, foge dos padrões da época. Amanda é uma ladra, muito boa no que faz. O livro já começa com ela fugindo da polícia, pois seu parceiro Henrique, acaba denunciando-a para as autoridades. Amanda encontra auxílio com uma amiga, e necessitada de um lugar para se manter longe dos olhares mais astutos da cidade, aceita de bom grado fingir ser uma ajudante de cozinha para o Conde de Leon - O Conde do Ouro.
"Ela ficara conhecida no meio, pela fama do pai, ninguém em sã consciência mexia com ela. Ela aprendera a matar e a furtar com a mesma destreza do pai, apesar de nunca ter matado ninguém, sabia se defender muito bem e se orgulhava disso. O único homem que teve coragem de se aproximar foi seu parceiro e amante, que a traiu naquela manhã."
Leon é um homem solitário, perdeu sua esposa, a quem amou muito, e desde então, se fechou para o amor. Possui muitas terras e nelas procura ouro. Rico, bonito e muito bondoso, Leon se depara com a nova ajudante e imediatamente sente uma atração. Seria amor? Mas como desejar uma mulher com tão poucos atrativos e ainda procurada pela polícia?


Confesso que gostei muito do começo do livro. Amanda fugindo e tentando não ser pega pela polícia, me deixou com o coração acelerado e ávida por mais. Mas aí, veio o que eu nunca poderia ter imaginado: a paixão a primeira vista.... sim, vocês sabem que não sou fã disso, prefiro livros que explorem esse lado da trama, mas aqui, infelizmente isso não aconteceu. Quando me dei por mim, Leon já estava fazendo juras eternas para Amanda e Amanda para ele... Fiquei desejosa de conhecer mais sobre os sentimentos de ambos, conhecê-los mais a fundo, antes de eles se entregarem a paixão que sentem um pelo outro.
"Amanda sabia que jamais seria aceita ali, mas ela não sabia se queria ser aceita. Largar tudo o que o pai havia lhe ensinado? Deixar toda fama que havia conquistado? Deixar de ser temida para ser... amada?"
Fora esse aspecto, gostei muito da trama. A autora tomou o cuidado de pegar uma época em que a escravidão ainda existia, a Lei Áurea tinha acabado de ser criada e muitos senhores ainda não haviam aderido a ela. A autora soube abordar o enredo e até criou um personagem que era tão mau com os negros que acaba enfurecendo o leitor pela veracidade de seus atos.


Os personagens principais são carismáticos, gostei muito de Amanda, que mesmo apaixonada, não deixava de pensar em si mesma e no quanto queria uma vida melhor para si. Leon por outro lado, foi pouco aproveitado, creio que sua crença e religião poderiam ter sido melhores descritas e aprofundadas. O livro teria mais páginas e muito mais vertentes para o final previsível.
"Mas ele não podia deixar se enganar, aquela não era uma jovem qualquer, era uma mulher sedutora e fatal. Ele sabia o risco que corria ao se envolver com ela. Poderia ficar sem suas joias no cofre e também com o coração dilacerado, mas ela valia a pena, ela valia todo o risco. E ele estava apostando alto."
A narrativa é em terceira pessoa e acompanha a personagem principal Amanda, dando enfoque para seus pensamentos e atitudes. A diagramação é simples, mas bem feita - não encontrei nenhum erro de revisão - com folhas amarelas e letras em tamanho confortável para a leitura. A escrita da autora é gostosa e coesa e, apesar de parecer um romance hot, acredito que esteja mais para o sensual, as poucas cenas de sexo existentes, são poucos descritivas, deixando espaço para o leitor usar a imaginação!

Do mais, claro que indico a leitura! Venha conhecer esses personagens carismáticos e saber um pouco mais sobre uma época esquecida do Brasil! O livro possui poucas páginas, o que torna a leitura rápida!


Avaliação:



Sobre a autora:


Tatiane Duraes nasceu em Monte Mor, onde mora até hoje. Tem 29 anos, é assistente administrativo, formada em Administração de Empresas na Unip - Universidade Paulista. Com quinze anos leu O Alquimista do Paulo Coelho, se apaixonou pela literatura e não parou mais de ler. Em 2013 começou a escrever sua primeira história depois de ficar imaginando vários finais diferentes para livros e filmes que lia e assistia. Um ano depois seu mundo ganhava vida no nome de Arcantatys.




4 comentários:

  1. Apesar de gostar muito de romances de época, confesso que não senti atraída por este enredo. Talvez seja o casal e personagens ou até mesmo a forma como a autora construiu a estória, mas não devo julgar á obra antes de lê-la e conhecer sua escrita, não é mesmo?
    De qualquer forma, a capa é linda e se um dia surgir a oportunidade, eu lerei com toda a certeza.
    Bjs, Ana!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana,
    Confesso que quando você se inscreveu para o book tour, fiquei feliz e com medo ao mesmo tempo. hahahaa... acompanho seu trabalho no com o blog há algum tempo, apesar de nem sempre comentar. Mas fiquei feliz que tenha gostado da história apesar de ressalva (a mesma que todo mundo tem feito.. rs.. ) Muito obrigada por ter participado.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ana.
    Paixões instantâneas também não me convencem tanto. Contudo, apesar disso, achei a obra interessante, principalmente porque a protagonista foge do que consideramos comum para obras de época. Ela ser uma ladra dá um brilho todo especial ao enredo.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro a algum tempo atrás, e gostei bastante, concordo com você o amor a primeira vista não me cativou muito não, e em alguns momentos o exerço ou a falta de explicações tornou o livro um pouco cansativo, mas nada que estragase a leitura para mim não, pelo contrário eu gostei muito.
    Boa Tarde.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz