05 maio 2016

Resenha: A Escolhida - Amanda Ághata Costa


Edição: 2
Editora: Arwen
ISBN: 9788591916207
Ano: 2015
Páginas: 452

Compre: Arwen Store

E-book cedido em parceria com a editora
Sinopse: Em uma cidade repleta de pessoas desconhecidas, Ari poderia ser apenas mais uma garota perdida na multidão, como tantas outras que foram abandonadas pelos pais. Através de sua aparência impecável e feições delicadas, ninguém conseguiria supor quem ela é e o que gosta de fazer: um anjo com sede de sangue, sempre disposta a ceifar novas vítimas. Porém, tudo muda quando é capturada por dois feiticeiros e levada para o círculo, lugar onde eles vivem sob a liderança de Egran, um homem cruel que não mede esforços para conseguir o que quer. Em meio a várias mudanças repentinas, terá de enfrentar suas convicções a fim de descobrir um lado de si mesma que não imaginava existir. Será que o amor vai fazer brotar a alegria em seu coração? Ou ele irá arrastá-la diretamente para a morte? Ari será capaz de finalmente superar o próprio passado sombrio ou sucumbirá a ele, deixando pelo caminho mais um grande rastro de destruição?




Ari é uma assassina impiedosa. Abandonada quando criança, não tem ideia de onde está sua família ou de onde veio; sua única certeza é que é um anjo. Encontrada por Lina em sua infância, sempre carregou consigo que era diferente e sempre se isolou das outras crianças. Em seus 18 anos matar é algo espontâneo um meio de abrandar suas decepções e celebrar suas vitórias, as quais não são muitas.
“Sua bondade é nítida, mas você insiste em tapar os olhos”
Em uma manhã, Ari segue com sua rotina: ir a estação perto de sua casa, um lugar perfeito para a escolha de vítimas e utilizando a hipnose para garantir êxito. A cidade de Lostcity tem pouca movimentação, a estação é o lugar perfeito para caçar. Observando o fluxo de pessoas, Ari encontra dois homens que se apresentam como sendo feiticeiros: Edlun e Luke estão ali para levá-la até Egran que tem interesse em suas “habilidades”. Acompanhando-os meio que a contragosto, ela sabe que para obter respostas tem que ir de encontro com Egran. Depois de questionar-se mentalmente ela descobre que Edlun pode ler mentes e depois de um breve toque em Luke faz com que ele veja seu passado.

Chegando ao destino nota-se que alguns feiticeiros estão à sua espera. Com o passar dos minutos Egran aparece e a saúda, apresentado-se como o mestre do círculo, um lugar onde vivem os feiticeiros de Lostcity. Ari é "convidada" a participar do círculo de Egran, um homem egoísta e que está mesmo é de olho nos talentos de Ari. Ela acredita que a convivência no círculo será desagradável, mas as coisas mudam quando Ari encontra um recomeço: ela descobrirá suas origens, saberá o que realmente é, e também, descobrirá os sentimentos....
“Não vivo em uma era fantástica, cercada por alegria em abundância. Pessoas sofrem. Para cada dois novos sorrisos, outras cinquenta lagrimas são despejadas”
Simplesmente estou apaixonada! Amanda conseguiu me conquistar com uma história única, cheia de segredos, paixão, aventura e ação. A narrativa é em primeira pessoa, com Ari contando sobre sua vida e desejos. Os personagens foram bem construídos, tanto os vilões como os mocinhos. A personagem principal Ari, é arrogante, debochada, agressiva e ao mesmo tempo ela deixa transparecer o seu lado bom e generoso. Com o decorrer da história percebe-se que a protagonista passa por uma mudança, quando ela começa a aceitar a proximidade das novas amigas e aceitar o que sente por Luke fazendo assim que sua vontade de matar diminua. Isso foi um bom amadurecimento, o leitor sente que Ari está se abrindo para novas oportunidades e amizades. 
Luke é um amor, bondoso, atencioso, prestativo...... Eu poderia escrever umas 200 páginas sobre as qualidades dele. O principal é o caráter que ele demonstra. O coitado vai ter que suar pra conseguir acompanhá-la.

Também gostei muito da cidade fictícia de Lostcity. Um lugar onde os seres sobrenaturais convivem juntos, nem sempre em harmonia. Se você espera encontrar somente mais uma história sobre anjos, esqueça! Aqui, encontraremos os mais variados seres e vamos acabar nos apaixonando por cada um, mesmo que o vilão não seja tão bonzinho!
A autora consegue prender sua atenção com um enredo cheios de incógnitas espalhados pelo livro.
“Os anjos estavam errados. O paraíso que eles conhecem não é verdadeiro”
Não tenho mais o que dizer, a não ser que estou apaixonada! 
A capa é linda, condiz com o enredo apresentando, não vou falar da diagramação pois recebi o pdf da editora, mas se estiver com a mesma diagramação e detalhes, tenho certeza que o físico ficará show. Do mais indico a leitura e espero que gostem.










Avaliação:


Sobre a autora:




Nasceu em 21 de Outubro de 1993, numa pacata cidade do interior de Santa Catarina. Estudante de Pedagogia e amante das palavras desde a infância, jamais imaginou que um dia sua voz seria ouvida. Com papel e caneta em mãos, espera poder tocar as pessoas com suas histórias, fazendo-as vibrar e amar cada fragmento das mesmas. De todas as coisas do universo, se aventurar nos mares da fantasia é sua maior paixão. A trilogia A Escolhida é seu romance de estreia.





5 comentários:

  1. Nao sou muito fa de história sobre anjos e tudo mais,ma... Acompanhando a resenha do livro me identifiquei luke,nao sei porque mas a resenhista me fez olhar com mais atenção para o luke,então acho que vale a pena ler o livro,parece intessante.

    ResponderExcluir
  2. Deuses! Quero ler esse livro para ontem, amo histórias com protagonistas meio vilões e anjos? Quando eles contariam a imagem que temos deles, acabam se tornando os mais legais.
    Parabéns pela resenha Cinthia!

    XOXO
    Isy

    http://isylandim.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tenho a impressão de que livros que misturam muitos seres fantásticos deixam a desejar em alguns pontos. Também acredito que a história fica com informação demais, muita coisa para absorver em poucas páginas. Pelo menos foi o que aconteceu na minha experiência com esse tipo de livro. Espero que este seja diferente.

    http://notasmentaisparaumdiaqualquer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Cinthia.
    Apesar da boa construção do enredo e dos personagens e dos vilões serem bem desenvolvidos, não sei se leria a obra. Confesso que tenho trauma da "literatura angelical".
    Porém, por causa da sua resenha, talvez dê uma chance futuramente.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Gosto de historias que envolvam anjos, essa parece ser muito boa, pena que é uma anja má que gosta de matar as pessoas, mas tem mistério envolvido no passado da protagonista sobre suas origens.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz