26 junho 2016

Resenha: Para Amar e Proteger: Minha Pequena, Grande Mulher - Simone Fraga


Edição: 3
Editora: Qualis
ISBN: 978-85-916594-0-1
Ano: 2013
Páginas: 336


Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Nem mesmo uma infância sofrida, cheia de abusos impediu que Júlia se tornasse uma mulher forte e independente, a frente dos negócios da família. Mas, o passado retorna e traz com ele a melhor e a pior parte de sua história...
Lucas sempre protegeu a amiga de infância e por ela se apaixonou em segredo, um sentimento que só fez crescer durante todos esses anos, e nem mesmo a distância a fez diminuir. Quando o maior pesadelo de Júlia retorna, ele fará de tudo para mantê-la a salvo, de preferência ao seu lado e na sua cama.
Mas será que Júlia estará preparada para se entregar a um novo Lucas, que tem desejos e preferências que podem assustá-la? O amor, a confiança, o respeito e proteção, sentimentos que envolvem essa relação, serão fortes o suficiente para resistir e vencer o passado, e a violência que ela ainda terá que enfrentar?



Não sei bem como começar essa resenha... há muito tempo eu desejava este livro, tanto que assim que passamos para a parceria com a editora, logo ele me veio a mente para solicitar. Mas o livro era tão desejado, que sempre estava esgotado. Até que finalmente, consegui solicitá-lo, lê-lo e agora, trago minha resenha para vocês.
"A minha amiga de infância e o amor da minha vida, aquela menina que eu cuidava quando pequena, continuava necessitado de proteção. Eu não precisava pensar muito a respeito, já sabia o que tinha que fazer. Também seria a chance de estar novamente próximo dela."
Para Amar e proteger: Minha Pequena Grande Mulher é um romance hot. Nele, vamos conhecer Júlia, uma mulher que já sofreu muito na vida. Hoje, ela é uma mulher forte, independente e que comanda a cadeia de hotéis de sua família. Mas chegar até aqui não foi fácil para Júlia: Ela sofreu e ainda sofre com os abusos que viveu e viu sua mãe sofrer.

Lucas é o melhor amigo de Júlia. Essa amizade foi essencial para Júlia se livrar um pouco do fardo que carregava quando criança. Lucas sempre esteve lá por ela, mas depois que Júlia foi morar com seu tio, Lucas saiu do país e ficou muito tempo fora.
Lucas cresceu e investiu na área de segurança, criou uma empresa super estimada que está no ranking das melhores do mundo. Tudo isso por causa de Júlia, se ele não poderia protegê-la, ao menos faria isso com seus clientes, amigos e família.


Em uma visita ao Brasil, Lucas é contratado pelo tio de Júlia para cuidar de sua segurança, pois o passado que tanto a assombra, voltou para sua vida. Lucas então, volta de mala e cuia para o Brasil, afinal, a mulher que sempre amou ainda precisa dele. E eis uma chance para conquistá-la para sempre.

Júlia também ama Lucas desde sempre, mas com a distância entre os dois, era impossível viver esse amor. Agora que Lucas está tão perto, será impossível mantê-lo afastado de sua vida. Júlia o quer, mas será que está pronta para se entregar de corpo e alma a este homem que tem "gostos peculiares"?

Confesso que me sinto a pior das criaturas por não ter me envolvido com a trama. Infelizmente, o livro tinha tudo para me agradar, mas os personagens, a narrativa e o enredo, me fizeram ter uma leitura enfadonha e cansativa.
"- Você acha que eu bateria numa mulher só para vê-la machucada? Por que essa foi sua expressão ao me fazer essa pergunta. Não, pequena, eu não vou bater em você pata te diminuir ou para te machucar, mas, algumas vezes, se você permitir, farei para te dar prazer, muito prazer. E se você gostar, podemos repetir, do contrário, esquecemos. Mas eu quero te mostrar esse mundo, quero que seja nosso mundo de amor e prazer."
Vamos começar pelos personagens: Júlia até pode ser aquela mulher forte e determinada que a sinopse diz, mas perto de Lucas, é uma menina mimada, birrenta e bobinha. Lucas não a deixa fazer nada sozinha, até cuidar a higiene dela ele cuida. Mas, em algumas partes, a mulher forte dá as caras e deixa o leitor de queixo caído com suas atitudes.


Lucas não me convenceu. Até entendo seus "gostos peculiares", mas o cuidado excessivo com Júlia acabou me dando sono. Não se passou nenhuma estrofe em que ele não a tratasse com um objeto que é dele e de mais ninguém. Não houve aquele começo gostoso da conquista, afinal, eles já se amavam desde pequenos, mas senti falta de uma paquera - fazia muito tempo que eles não se viam, ambos mudaram, acho que deveria ter havido algo mais elaborado para ambos se conhecerem melhor e intensificar o amor que já sentiam um pelo outro. Ao contrário disso, a autora usou de personagens secundários para motivar o ciúmes entre eles e fazê-los ficarem juntos.
"- Por que você está falando assim comigo?
- Júlia - ela me olhou séria, as lágrimas escorrendo pelos olhos, se esforçando para não demonstrar que estava em pânico, nua e milhada. Tinha que me controlar para não colocá-la no colo e dar umas palmadas. Antes que meu último pensamento se findasse ela virou as costas, tentando sair.
QUE PORRA!!! Como cuidar de uma menina em pânico, rebelde e mimada??? Peguei-a pela cintura antes que conseguisse sair e a prendi no meu colo, ela tentou se afastar, mas não permiti."
O enredo, tirando as partes melosas que é boa parte do livro, convence. Os abusos que Júlia sofreu e ainda sofre, é tenso e cheios de sentimentos. Quando passa a conhecer melhor Lucas e seus gostos durante o sexo, Júlia sente conflitos dentro de si. Achei essa maneira de abordar o assunto, bem expressiva. Júlia está conhecendo seu corpo de uma maneira que nunca pensou que fosse possível, e Lucas a trata com carinho e sempre está ali para auxiliá-la quando ela precisa.

A narrativa me ganhou pelo simples fato de não haver divisão. Ambos os personagens principais narram em tempo real. Nunca li nada assim e no começo, me senti um pouco perdida, mas depois de me acostumar, gostei muito e quero ler mais livros com esse tipo de narrativa.
Infelizmente, não consegui me apegar aos personagens principais e não senti curiosidade em saber o que aconteceria com eles. Dos personagens secundários, destaco Juju, filha de Lucas e um amor de criança. Nela, conseguimos entender a falta que uma criança sente de uma figura materna presente.
As descrições são exageradas e muito minuciosas. Não tenho problemas com descrições nos livros, até gosto, mas neste livro, a autora exagerou na quantidade; principalmente nas roupas e comida.


As cenas de sexo deixaram a desejar. Falação durante o ato é a gota d'água. Experimentar e sentir são os conceitos que prezo em uma boa leitura hot, mas Lucas é um falante de carteirinha. Foi difícil eu me envolver com as cenas enquanto Lucas falava: "Te amo minha pequena, goze para mim, você é minha... blábláblá". Algumas palavras são essenciais em um momento íntimo, mas aqui, o essencial foi parar longe.
As descrições das cenas no entanto, são muito boas. A autora soube descrever os momentos e não usou palavões para intensificar as cenas. Cada cena, mesmo parecendo serem iguais, tiveram um ponto ápice que deixou a leitura mais gostosa.
"- Ninguém mais vai tocar em você, por circunstância alguma, se depender de mim. Vou te manter segura ao meu lado, você é minha para sempre. Minha Pequena!"
A capa é linda e condiz com o enredo apresentado; a editora está de parabéns pela edição: a diagramação é simples, mas bem feita, com rosas nos começos de capítulos e na quebra de narrativa; possui folhas amarelas e letras em tamanho confortável para a leitura. Não encontrei nenhum erro de revisão.
Do mais, indico a leitura para quem goste do gênero e não seja tão criteriosa quanto eu. Terminei a leitura com a sensação de que não conheci os personagens por completo.


Avaliação:



Sobre a autora:



Simone Fraga é uma apaixonada por livros, daquelas que sofre quando precisa interromper a leitura de um bom livro antes de finalizá-lo. Não exita em passar a noite inteira acordada lendo, e depois sofre de saudades dos personagens. Tem um fascínio inexplicável por drama que envolve amores impossíveis.

Catarinense de 37 anos, leonina, escritora, formada em administração com especialização em Gestão estratégica das organizações, vive com a família, duas tartarugas e sua pequena Vick, uma beagle linda e muito fofa.

Simone já publicou mais de 40 livros técnicos na área de informática, e hoje lança seu primeiro romance "Minha pequena, Grande Mulher", da série "Para amar e proteger". Uma obra que envolve sentimentos e personagens fortes que vão te surpreender.



8 comentários:

  1. Olá, Ana.
    Uma pena que o livro tenha uma série de elementos que não convencem. De todos os mencionados, acredito que o fato da protagonista supostamente forte se tornar mimizenta e meio boba perto do Lucas me incomodaria mais. Detesto isso nesses romances.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de junho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  2. É horrível quando desejamos muito um livro e ele não nos agrada, não é mesmo? Por isso sempre tento evitar ir com muita sede ao pote, haha.
    Não é um livro que eu leria por se tratar de um romance, aparentemente, previsível.
    Saber que os personagens deixam um pouco a desejar e que as cenas descritivas demais cansam, também não me anima muito.
    Mas fiquei mega curiosa pra saber como foi a narrativa que a autora utilizou pra escrever as páginas desse livro.

    ResponderExcluir
  3. É realmente muito ruim quando encontramos uma história que tinha tudo para se tornar inesquecível, mas que nos surpreende com uma leitura maçante e personagens que pouco nos cativam, não é mesmo? Fico somente satisfeita em ler sua resenha e saber sua opinião sobre a obra, porém não tenho interesse em conhecer em que a história fica a desejar.
    Bjs, Ana!

    ResponderExcluir
  4. é triste né quando a gente quer tanto um livro, mas quando vai ler ele decepciona. eu já tinha lido a resenha em algum outro blog, lá a blogueira tinha amado. mas, pela sinopse do livro já entrava na minha lista do talvez e agora sabendo que os personagens não cativam eu vou deixar passar.
    para mim esse é o maior problema de um livro eu não conseguir me gostar (ou odiar em alguns casos) do personagem

    ResponderExcluir
  5. Não gosto quando o casal é meloso e cheio de dengo enjoa rs. A historia parecia ser boa, mas pelo visto ela desanda em alguns pontos é uma pena. Pois a protagonista é daquelas que agrada o público forte e independente.

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Quando comecei esse livro, eu sinceramente esperava muito mais do casal, mas o livro acabou sendo um tremenda decepção, eles realmente não me convenceram não, tudo foi muito rápido de uma maneira negativa, enfim, a capa é bonita.
    Bom Dia.

    ResponderExcluir
  7. Nossa que pena que você não gostou do livro, é uito triste você desejar tanto um livro e o mesmo não atender as suas espectativas, mais infelizmente essas coisas acontecem.

    O enredo até me agradou apesar de parecer cliche.

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Não conheço o livro em questão e nem a autora, devido ao fato de quase não ler romances e não acompanhar os lançamentos. Infelizmente decepções acontecem, e pior quando criamos uma grande expectativa em um determinado livro. Deixo passar. Muito boa sua resenha, clara e sincera. Beijos.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz