26 agosto 2016

Resenha: Asas de Vidro: Elos (Asas de Vidro #1) - Isie Fernandes


Edição: 1
Editora: Coerência
ISBN: 9788592572013
Ano: 2016
Páginas: 260


Livro cedido em parceria com a Editora
Sinopse: Elaine é uma mulher sóbria e bem-sucedida que vive uma vida dupla. O pai dela foi um dos cientistas que participaram de um projeto biológico secreto do qual se originou uma mutação humana. Anos depois, ela foi inserida nos testes e gerou três bebês descendentes dessa mutação. Dois deles desapareceram ainda na infância, restando-lhe apenas Benjamin. Amélia, mais conhecida como Amel, é uma garota cheia de energia que, paradoxalmente, vive na pacata vila de Cacha Pregos. Certo dia, ela vai com Igor, seu melhor amigo, ao lançamento de um livro e, sem motivos aparentes, é convidada para trabalhar na livraria.
Envolvida na rotina do trabalho, Amel conhece Benjamin, um rapaz misterioso e, assim como os demais funcionários e clientes assíduos da livraria, compulsivo por livros. Logo os dois se tornam amigos e ela começa a notar as singularidades do seu comportamento.
Mistérios, segredos e intensos conflitos tornarão os relacionamentos entre os personagens dessa história como Asas de Vidro: transparentes e brilhantes, mas frágeis.


Quero começar essa resenha dizendo que antes de ler a sinopse, eu me apaixonei pela capa! Gente, que capa linda, perfeita e condizente com o enredo! Vocês precisam ter este livro, se não for pela história, que seja pela capa! rsrsrsrsr <3
"- Eu sempre quis entender, sabe? Os milagres.
- Ouvi dizer que milagres não se explicam, Benjamim, que milagres se vivem.
Meu estranho interlocutor tornou a sorrir e meneou a cabeça.
- É, Amel, parece que sim."
Agora, depois desse surto inicial, bora saber o que achei do livro:
Elos: Asas de Vidro é um livro bem confuso. Confesso que ainda não consegui entender toda a história que gira em torno dos personagens. Apesar de na sinopse mostrar apenas 4 personagens, encontraremos muitos outros igualmente importantes para a trama, mas que só conseguiram me deixar mais confusa...
A princípio, temos Elaine, dona de uma livraria e mãe de Benjamim. Ao contrário do que sinopse diz, não consegui ver em Elaine a mulher sóbria descrita. Creio que, por ser o primeiro livro de uma série, este volume tenha sido escrito para deixar o leitor envolto no mistério que envolve os personagens, e Elaine é uma mulher misteriosa e de uma personalidade duvidosa.
Benjamim por outro lado é um amor. Ben possui singularidades que não posso explicar aqui para não perder o brilho da descoberta enquanto vocês leem o livro. Mas já adianto que a ideia da autora em mexer com experiências em humanos e modificação de DNA foi maravilhosa!
Agora vamos para Amélia, mais conhecida como Amel. Amel é a protagonista principal desse livro, vamos acompanhá-la em sua busca por resposta e por suas descobertas. Também vamos saber, sobre seu ponto de vista, que ela se apaixona tão fácil que dá até dó! No começo do livro, imaginei um triângulo amoroso e já estava preparada para carregar a plaquinha de "TeamBen", mas a autora resolveu colocar mais homens lindos e marcantes na vida da protagonista, o que me deixou triste e tornou a leitura mais lenta, pois Amel ama a todos e não decide logo o que quer.
"Na década de 1950, os jovens cientistas Pedro Henrique Martinelli, pai biológico de Elaine, e Joseph Breit começaram a desenvolver os testes para a criação de uma nova espécie, a partir do DNA humano. A primeira tentativa resultou num mutante humano com genes de animais cheio de defeitos congênitos. Alguns anos depois, um segundo indivíduo apresentou-se livre da maioria dos defeitos detectados no anterior. Contudo nasceu infértil."
No entanto, os demais personagens secundários trazem para a trama mais suspense e mistério. Mesmo com os capítulos narrados por Amel sendo arrastados e tão românticos que enjoam, os demais personagens conseguem deixar a leitura mais fluída e mais gostosa de ler.
A escrita da autora é detalhada, o que me incomodou um pouco, pois tudo era muito descrito, e as vezes, o que eu mais queria era mesmo saber o que aconteceria no decorrer da cena. Mesmo assim, me peguei gostando do modo como a autora, que é baiana, colocou seu sotaque e palavras locais na trama. Me senti em Cacha Pregos, vivendo como eles, sendo como eles.
Infelizmente, o livro não conseguiu me conquistar por completo, mas parabenizo a autora pela ideia incrível de criar uma história como essa... mesmo que eu não tenha entendido muito da "criação" dos seres que compõem o enredo, seus poderes e no que eles podem se transformar, fiquei encantada com algumas demonstrações da espécie. Espero que o próximo volume, venha com mais explicações e respostas para as diversas perguntas que surgiram em minha cabeça depois de ler este volume. Ainda mais depois do final que me deixou de boca aberta! rsrsrsrsrs
Como eu disse acima, a capa é excepcional! Sou doida por capas e quando vi essa... nossa! Fiquei apaixonada! A narrativa é intercalada em primeira pessoa - com Benjamim e Amel - e terceira pessoa para os demais personagens. Gostei muito disso, pois temos uma visão mais ampla dos acontecimentos e dos pensamentos dos personagens essenciais para o enredo.
A edição, como um todo está linda demais! Diagramação com detalhes nos capítulos, borboletas nas páginas, letras em tamanho confortável para a leitura e folhas amarelas. Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que prejudique a leitura.
Parabéns a editora pelo capricho na edição do livro. Mesmo sendo uma editora relativamente pequena, a Editora Coerência vem ganhando espaço e público por seu trabalho bem feito.
Se você ficou curioso com a história, não deixe de conhecer Cacha Pregos e seus habitantes incomuns... tenho certeza que vocês vão se surpreender!


Avaliação: 


Sobre a autora:




Isie Fernandes sempre gostou de ler, quando criança, lia até mesmo rótulo de sabão em pó. Escreve desde a infância, mas só passou a se assumir como escritora em meados de 2009. Atualmente tem quatro romances concluídos e dois em andamento.
Estudante de Gastronomia pela Universidade Federal da Bahia e graduada pelo Centro de Treinamento Bíblico Rhema Brasil, adora morar perto da praia, ama Jesus Cristo, é casada e tem uma filhinha linda.






7 comentários:

  1. Olá, Ana.
    Narrativas detalhadas não me incomodam geralmente, desde que isso ajude no aprofundamento do enredo. Se for descrição só por descrever mesmo, eu passo.
    Os muitos personagens devem deixar o enredo meio embolado mesmo, mas não me incomoda também. Porém, essa parte doce demais... Disso eu corro. rs
    Boa resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana.

    Que pena que você não gostou muito do livro, vê-se que romance romântico não é muito o seu tipo de leitura. Mas agradeço pela leitura e pela resenha. Sucesso, querida!

    Beijinhos,

    Isie.

    ResponderExcluir
  3. Parece ter especies diferentes esse fato chama minha atenção pois gosto de personagens diferentes, só não gostei da parte da protagonista de apaixonar fácil e ficar indecisa, já gosto logo quando se sabe de quem gosta, pois odeio triângulos amorosos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana.
    Se eu já achei a sinopse meio confusa, imagine o livro em si. Gostei do fato de ter elementos sobrenaturais e não ser voltado para vampiros, anjos, lobisomens ou algo do tipo...
    Não seria um livro que eu leria, principalmente por se tratar de uma série de livros.

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    A capa realmente é muito bonita! Mas a premissa não me chamou muito a atenção. E lendo sua resenha, mesmo muito bem elaborada, não despertou meu interesse. Talvez um dia venha a ler, por curiosidade. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não achei a capa bonito e o enredo não me chamou muito a atenção, porém gostei da parte que você falou sobre modificações do DNAs dos humanos, talvez eu leria só por causa desta informação.

    ResponderExcluir
  7. Achei a capa muito bonita mesmo, com um ar juvenil e sensível.
    Porém, também não entendi bem a trama, achei estranho, apesar de curioso.
    Acho que não lerei.
    bjo grande =D

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz