09 agosto 2016

Resenha: Pecados no Inverno - Lisa Kleypas

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 978858041587
Autor: Lisa Kleypas
Serie:  As Quatro Estações do Amor.
Titulo Original: Devil in Winter
Ano: 2016
Páginas: 256
Tradutor: Maria Clara de Biase
Adicione ao "Skoob"

Sinopse:
Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes, Evie recorre a Sebastian, visconde de St Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!
A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, esta cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja torna-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução... ou, talvez entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.

"Pecados no Inverno" é o terceiro livro da serie "As Quatro Estações do Amor", precedido por  "Segredos de uma Noite de Verão" e "Era Uma Vez no Outono". Para ler as resenhas já publicadas aqui no blog, é só clicar nos títulos.


Resenha:
“Preciso de um ma-marido e o senhor pre-precisa de uma esposa rica. Ambos estamos i-igualmente desesperados."
Se você leu “Era uma Vez no Outono”, já deve saber mais ou menos como a historia de Evie começa.  No final do livro passado, Lilian, a protagonista, foi raptada por Sebastian St. Vincent antes de conseguir o seu final feliz. A motivação de St. Vincent foram o fato de que ele vem de uma família nobre, mas que atualmente beira a falência e o único modo que ele consegue imaginar para manter o seu estilo de vida é casando com uma moça rica. Só que todos conhecem o seu passado e sua fama de libertino conquistador. Então, ele rapta Lilian com a intenção de compromete-la e conseguir um casamento forçado pela família dela. O plano sai completamente errado e Lilian acaba salva pelo noivo, o temido duque de Westcliff.
E é exatamente neste ponto que a trama de “Pecados no Inverno” começa, conectado ao livro anterior, sem espaço de tempo.

Com o plano fracassado, vários hematomas e a inimizade de Westcliff declarada, St, Vincent não sabe qual será o próximo passo para salvar –se da ruína. Até que Evangeline Jenner, a melhor amiga de Lilian bate a porta de seu casa. No primeiro momento ele não sabe o que esperar, Evie é tímida e gaga, mas parece totalmente decidida quando entra no lugar e faz uma proposta para Sebastian.

A proposta consiste em uma proposta de casamento. Evie se casa com Sebastian, o salvando da ruína, já que ela vai herdar do pai uma fortuna considerável e também possui um dote significante, ao mesmo tempo em que ela se livra da abusiva família de sua falecida, que a agride de todas formas possíveis e só pensa no dinheiro que vão lucrar com ela, e ainda consegue a liberdade de passar algum tempo com o pai, o rico dono de um clube de jogos de reputação duvidosa em Londres e ex pugilista, que esta morrendo de tuberculose.

O acordo é vantajoso para ambos mas Evie tem algumas regras, que incluem apenas uma noite de sexo entre o casal, só para consumar o casamento, nada mais depois disso. Apenas um casamento de fachada, onde Evie não precisaria se incomodar com a fama de seu marido e nem ser obrigada a contar suas conquistas. Sebastian aceita a oferta e as regras, afinal, só o que ele precisa é do dinheiro dela para manter a sua vida de ócio.
Mas já durante a desenfreada viajem para Gretna Green, na Escócia, onde o casamento pode ser realizado sem liberações previas(Como em Las Vegas, atualmente.) o casal começa a perceber que nenhum é como o outro imaginou, que por trás da menina gaga e tímida, existe uma mulher forte e determinada e que talvez o libertino tenha um coração e muito mais sentimentos do que a maioria das pessoas.
"Sebastian compreendeu que ela não era inocente, embora a gagueira fizesse muitos presumirem o contrário. Estava acostumada a ser subestimada, ignorada, desconsiderada... e usaria isso a seu favor sempre que possível. Isso o interessou."
Este livro é inusitado, pois como vocês perceberam, Sebastian St.Vincent é o vilão do livro passado. Mas nos o conhecemos muito pouco além de sua fama de libertino inconsequente, e tudo pelo ponto de vista de Lilian e Westcliff, que só destacam sua beleza e malandragem.
Evie também é pouco “desvendada” nos livros anteriores, sabemos apenas que ela vive com os tios sob regras rígidas e que é tímida e gaga, nada mais.

Então, vocês podem imaginar a minha surpresa quando a tímida gaguinha propõe casamento por conveniência para o libertino mais famoso de Londres!! E ambos me surpreenderam de forma extremamente positiva, pois nada que é dito sobre eles faz jus ao que realmente encontramos ao longo da trama.
Evie não é uma menina tímida, ela é uma pessoa sofrida e acuada. Ela sofre agressões físicas desde muito nova, infligida pelos tios e primos, que a pune por ser resultado de uma união não consentida, entre uma mulher nobre com um homem inadequado e por Evie ser, indiretamente, a causa da morte da mãe, que faleceu ao dar a luz. Mas com o passar do tempo, Ivo Jenner se tornou um homem rico e Evie sua única herdeira, então, a família viu ai uma forma de lucrar, obrigando e coagindo Evie a se casar com o primo.  Só dito isso já fica claro o quanto Evie é uma lutadora, ela encara tudo isso calada e só se rebela quando é proibida de visitar o pai, que esta morrendo de tuberculose. E é ai que Sebastian entra, a sua tabua de salvação. Evie precisa fazer a escolha entre o ruim e o péssimo, trocar de dono, como ela mesmo se refere a situação. Só que desta vez, pelo menos é alguém que escolhe.
"Não faço nenhuma objeção a que você tenha amantes. Só não quero ser uma delas. O ato sexual não tem nenhum significado para você, mas para mim tem. Não tenho nenhuma vontade de ser magoada por você e acho que isso seria inevitável se eu concordasse em continuarmos a dormir juntos."
Já Sebastian, o tolo maravilhoso, ele não apresenta nada de importante no inicio, mas aos poucos vamos descobrindo que ele é um personagens com a bagagem emocional bastante pesada. Então, toda aquela decepção e raiva que temos dele desaparece em um piscar de olhos, o tornando aquele personagem por quem a gente se envolve e torce com todas as forças.

O envolvimento entre o casal também acontece de forma gradual, eles são estranhos com um objetivo semelhante, mas que descobrem ter mais em comum do que imaginavam.

Também vamos ter a participação especial de um personagem já conhecido. Quem já leu a outra serie da autora Lisa Kleypas, Os Hathaways, lembra de Cam Rohan o cigano que casou com Amelia, que era gerente de um clube de jogos, certo? Então, esse clube é o Jenner’s. Cam era empregado do pai de Evie. E ele vai ser um personagem secundário bastante ativo neste livro, na verdade, de vital importância, apesar de eu não ter gostado muito de algumas cenas que ele aparece. Cam e Amelia são um casal pra mim, e qualquer coisa diferente me faz sentir ofendida pela Amelia. Mas, deixo claro, essa trama se passa antes de Os Hathaways.

O livro é narrado em terceira pessoa, seguindo o padrão estabelecido nos livros anteriores, tanto na capa quanto na diagramação, que são de extrema qualidade de bom gosto.

Enfim, romance de época é aquele gênero que raramente decepciona. Então, se esta procurando uma leitura despretensiosa e divertida, se joga na serie “As Quatro Estações do Amor”, é garantia de boas gargalhadas, personagens complexos e bem construídos e uma trama envolvente que mescla romance, erotismo e drama.
"Diante de Deus e dessas testemunhas, eu os declaro marido e mulher. O que Deus uniu ninguém pode separar. São 82 libras, 3 coroas e 1 xelim."

Sinopse do ultimo volume, "Escândalos na Primavera":
Depois de passar por três temporadas em Londres à procura de um marido, o pai de Daisy Bowman lhe disse em termos diretos que ela deveria encontrar um marido. Agora. E se Daisy não conseguisse fisgar um pretendente apropriado, ela iria se casar com o homem que ele escolhesse—o impiedoso e frio Matthew Swift.
Daisy fica horrorizada. Um Bowman nunca admite a derrota, e ela decide fazer o que for necessário para se casar com alguém... qualquer pessoa... que não seja Matthew. Mas ela não contava com o inesperado charme de Matthew... ou a ardente sensualidade que logo começa a crescer fora de controle. E Daisy descobre que o homem que ela sempre odiou poderia vir a ser o homem dos seus sonhos.
Mas bem no momento da doce rendição, um escandaloso segredo é descoberto...um que poderia destruir Matthew e um amor mais apaixonado e irresistível do que as mais loucas fantasias de Daisy.
Sobre o autor:

Depois de se formar na Universidade de Wellesley em Ciências Políticas, publicou seu primeiro romance aos vinte e um anos de idade. Em 1985, ela foi nomeada Miss Massachusetts e competiu o Miss America, em Atlantic City. Lisa está casada e tem dois filhos.
Em sua página na web, a autora conta: "Comecei a escrever romances porque sempre amei lê-los. Indiscutivelmente, fui uma nerd durante toda a escola primária e, mesmo "florescendo" na secundária, acredite, a nerd interior ainda estava aqui. Nunca pude imaginar um tempo melhor aproveitado do que lendo um livro, e este amor pela leitura, com o tempo, se traduziu num profundo desejo de escrever um."

7 comentários:

  1. A primeira vez que vi este livro confesso que não me interessou, porém conforme vou vendo resenhas e a sinopse foram me chamando a atenção. Fora que as capas desta série é linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Historia muito envolvente e apaixonante... para mim a melhor das quatro. deixa um gostinho de quero mais. super recomendo

      Excluir
  2. Olá, Geeh.
    A premissa é legal e esse casamento de fachada deve gerar o ponto alto da trama. Contudo, não sei se leria a obra. Confesso que esse lado mais previsível dos romances me afasta um pouquinho das obras.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Confesso que romances de época não estão no topo da minha lista de pretensões a leituras, mas até gostei do enredo desse livro. Fiquei curiosa pra saber como a autora transformou o vilão do livro anterior em mocinho nesse. Deve ser gostoso acompanhar esse personagem e conhecer o coração que bate dentro dele.
    Apesar de não ter tanto interesse na obra, fiquei curiosa com a trama.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Gostei muito da sua resenha, tão bem elaborada e com tantos detalhes sobre a obra. Me deixaram realmente curiosa! Gosto de romances de época e assim que possível gostaria de ler essa série. A premissa é cativante. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho vontade, parecem ser muito bons e divertidos. Bem inusitado o fato da mocinha tomar a iniciativa e propor casamento a um homem, isso não acontecia nessa época, mesmo sendo arranjado.

    ResponderExcluir
  6. Tenho muita vontade de ler um livro da Lisa Kleypas, e de todas as resenhas que li, desse livro é o meu preferido!
    Achei a Evie muito sofredora, uma vida muito ruim, mas depois de casar e a proposta que faz, é muito ousada, e da pra ver que ela é uma mulher forte e decidida.
    Vou querer ler logo! E que capas lindas!
    bjs

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz