28 abril 2017

Resenha: 1+1: A Matemática do Amor - Vinícius Grossos e Augusto Alvarenga


Edição: 1
Editora: Faro Editorial
ISBN: 9788562409691
Ano: 2016
Páginas: 256


Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Lucas e Bernardo são dois garotos, melhores amigos um do outro de toda a vida. De repente, recebem a notícia de que Bernardo irá se mudar com a família para outro país. Nesse momento, cada um a seu modo, percebe como valiosa era aquela amizade, algo que não queriam perder. Bernardo reage mal e se revolta. Lucas tenta transformar cada dia que resta com o amigo na melhor experiência de suas vidas. Ele escreve uma lista de coisas para fazer e pretende cumprir uma por uma, em todos os detalhes. Mas, a cada dia, o fantasma da separação os assombra com um cronômetro lembrando que o tempo se esgota e, ainda assim, os dois passam por grandes momentos juntos. Então os meninos percebem que há algo mais entre eles... um sentimento profundo, que não conseguem explicar e tornam todas aquelas experiências ainda mais intensas. Mas o que fazer com tudo isso quando se tem apenas 16 anos?



Um amor que vem desde o nascimento, um amor puro descoberto aos poucos de maneira tão pura e verdadeira.
Lucas e Bernardo são amigos desde a infância, seus pais sempre foram amigos, e sempre moraram um ao lado do outro. Um sempre completando o outro, ajudando e brincando juntos; até que os pais de Bernardo decidem mudar para longe. Então sabendo que serão separados, Lucas resolve transformar seus últimos dias juntos nos melhores dias de suas vidas. Mas durante esses dias eles começam a descobrir que o que sentem é muito maior que amizade. E eles tem que lidar com esse sentimento, e com a partida de Bernardo.
“Não me lembro muito bem como eu e o Bernardo nos conhecemos. Até onde sei, ele sempre estava ali, do meu lado. Na escola, sempre estudávamos na mesma sala. Ele me ajudava em matemática, e eu lhe dava uma mão em português.”
Este livro foi uma indicação da Ana Paula, e eu só posso dizer “muito obrigada”, pois me emocionei em cada página, tive a oportunidade de participar dessa bela história, pois me senti ali, torcendo por esse amor tão verdadeiro. 
A narrativa dos autores é gostosa e sucinta, você não sente a mudança de escrita. A diferença só é percebida pela mudança de personagens. Gostei muito da sutileza e leveza que os autores incrementaram na trama, nada foi colocado ali por acaso: tudo foi acontecendo em seu tempo e isso tornou o livro maravilhoso para mim.

A história é narrada em primeira pessoa, alternando os capítulos entre Bernardo e Lucas, dando a chance do leitor observar o ponto de vista de ambos os personagens, seus medos, alegrias e a descoberta do amor.
Este é o primeiro romance LGBT que leio e confesso: amei conhecer Lucas e Bernardo. Espero ter a oportunidade de conhecer mais obras dos autores.
“Senti a mão dele, pequena, suave e quente, se fechando no meu pulso.
Meu coração disparou e minha respiração se tornou irregular.
Então fechei os olhos...Isso ajudava um pouco.”
Enquanto Lucas é mais sensível e reservado, Bernardo é popular e tem vários amigos na escola. E se completam de um maneira linda.
O que mais me admirou foi o fato de Bernardo tratar Lucas bem em qualquer situação e sempre preferir sua companhia, mesmo perto dos garotos populares da escola.
O leitor também tem a oportunidade de se colocar no lugar dos personagens em relação ao preconceito; eu senti a dor desses garotos, sofri junto com eles, e me diverti também. Em determinado momento, Lucas começa a ouvir uma música que eu realmente amo, tive que colocar para tocar enquanto lia, então eu estava ouvindo a música junto com Lucas, e me emocionei bastante.
“Novamente apertei play, no modo aleatório, e mais uma vez uma música da P!nk soou. Mas uma bem diferente daquela agitada da última vez. Era Glitter in the Air:”
A capa é linda, e ao ler vocês saberão o significado do título 1+1. As páginas são amarelas, as letras em tamanho confortável para a leitura. E não posso esquecer das imagens em algumas páginas que eu adorei.
Recomendo a leitura, e espero que todos possam se emocionar como eu me emocionei, e que percebam que o preconceito não deve ser maior que o amor.










Avaliação: 


Sobre os autores: 





Vinícius nasceu no estado do Rio de Janeiro e quando pequeno, tinha o sonho de trabalhar em uma livraria apenas para poder ler tudo o que fosse possível. Aos sete anos, escreveu e ilustrou seu primeiro livrinho e desde então não parou mais. Já participou de algumas antologias e concursos audiovisuais, sendo Sereia Negra seu primeiro livro publicado. Atualmente mora em Juiz de Fora, Minas Gerais, onde estuda Jornalismo.






Tem 19 anos e dois livros publicados. Nascido no interior de Minas, mora hoje em Belo Horizonte e é viciado em histórias - lidas, escritas, vistas ou contadas. Apaixonado por romances e por histórias encorajadoras, pretende escrever mais palavras do que imagina.






5 comentários:

  1. BEl!
    Tão bom ler um livro que fala sobre um amor verdadeiro que é descoberto aos poucos, já que conviveram desde a infância.
    Gostaria de apreciar a leitura.
    Bom final de semana!
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  2. Parece ser uma historia linda, pois gosto quando o romance surge assim quando menos se espera e devagar, pois só perceberam quando iriam ficar longe um do outro, assim fica mais natural o romance. Espero ler um dia.

    ResponderExcluir
  3. Oi Bel, tudo bem???
    Realmente o preconceito não pode ser maior que o amor... desde que este livro foi lançado eu tenho uma enorme vontade de ler... tenho vontade de conhecer a escrita dos autores... mas o livro ainda está na listinha rs. Eu gostei muito de sua resenha e da maneira como revelou que o livro te emocionou... parabéns. Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Bel, tudo bem???
    Realmente o preconceito não pode ser maior que o amor... desde que este livro foi lançado eu tenho uma enorme vontade de ler... tenho vontade de conhecer a escrita dos autores... mas o livro ainda está na listinha rs. Eu gostei muito de sua resenha e da maneira como revelou que o livro te emocionou... parabéns. Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. adorei sua frase: preconceito não deve ser maior do que o amor
    posso usar?
    desde do lançamento desse livro eu quero muito ler, todo mundo diz que é muito emocionante
    espero ter oportunidade
    bjs

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz