2


Resenha: Guardião (Série Neblina e Escuridão #2) - Mari Scotti


Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542806212
Ano: 2015
Páginas: 366

Sinopse: Ellene finalmente enfrenta o homem de seus pesadelos e descobre que os dois têm mais em comum do que esperava. Ao mesmo tempo, o Guardião Millosh, determinado a recuperar sua rainha e a segurança de seu reino, se vê sozinho ao deparar-se com traições e precisa confiar em seu inimigo para continuar a busca por respostas.
Unidos pelo passado, Millosh e Ellene são surpreendidos por um sentimento poderoso, impossível e inesquecível. A determinação deles será colocada à prova, bem como a lealdade à raça. E lhes resta apenas a coragem ao se deparar com as revelações que os aguardam. No segundo livro da destacada série Neblina e Escuridão, amor e consciência não deveriam seguir o mesmo caminho.
Resenha do primeiro livro, Híbrida, AQUI.

Resenha livre de Spoilers

Quatro anos depois de ter postado a resenha de Híbrida, primeiro livro da série Neblina e Escuridão aqui no blog, trago para vocês a resenha do segundo livro, Guardião.
O que eu mais gostei em Híbrida, além de ter vampiros e lobos, foi o cenário que a autora usou para deixar tudo mais real: a cidade de São Paulo.
Agora, depois de todo esse tempo, pensei que ao começar a leitura de Guardião me sentiria perdida e não reconheceria os personagens que tanto gostei em 2013. Ledo engano. Assim que comecei a leitura, esses personagens marcantes e cheios de vida me arrebataram novamente e cá estou eu: apaixonada e doida para conferir o terceiro e último livro - Rainha.

Sendo uma continuação, posso dizer que Guardião começa de onde Híbrida parou. Milosh e Ellene estão cara a cara: o homem dos pesadelos dela e a menina de seus sonhos. Ellene largou tudo o que conhecia - seu bando, sua família adotiva, seus amigos - para descobrir a verdade sobre seu passado. Ellene realmente é filha da rainha desaparecida? Assim sendo, Milosh seria seu pai ou a rainha o traiu???
Ainda em sua busca pela sua esposa e rainha, Milosh acaba conhecendo Ellene e, pela primeira vez em quase um século, sente atração por outra mulher. Milosh sabe que isso é errado, mas quem manda no coração quando a consciência não está em casa???
Partindo dessa premissa, vamos acompanhar Milosh e Ellene em um jogo de sedução, mistério e traição, onde o inimigo é seu amigo e os amigos são seus inimigos.
"Não tinha certeza do que estava fazendo ou porque estava ajudando um vampiro ao invés de fazer o que foi criada para fazer: matá-lo. Ele a perseguiu em sonhos a vida toda, talvez por isso preferisse conversar, precisava entender. Deduziu."
Estou maravilhada com esse livro! Confesso que a continuação conseguiu ser melhor que o primeiro livro como um todo: escrita, enredo, cenário e personagens. São Paulo continua sendo palco para essa história; Viajar de metro nunca mais será o mesmo para mim! <3
As cenas de ação estão de tirar o fôlego! Vampiros e Lobisomens lutando lado a lado... gente, é de arrepiar!

Milosh me deixou mais desconcertada ainda, é difícil não se apaixonar, já aviso de antemão. Ellene é uma personagem que evoluiu demais do primeiro para o segundo livro. Por ser uma Híbrida, Ellene tem poderes superiores e não deixou de usá-los sempre que preciso (e quando não foi preciso também!). Jacó, líder da alcateia e irmão adotivo de Ellene virou um dos meus personagens preferidos por se fazer mais presente na trama, se mostrar como líder e ao mesmo tempo, irmão preocupado. Tomás, infelizmente, continua o mesmo e seus excessos de ciúmes me tiraram do sério por diversas vezes. O cara não sabe o que quer, literalmente!
"Uma rainha sequestrada que retorna do nada. Largada em uma praça sem pedidos de resgate e sem perguntar por sua filha. Um jornalista desaparecido... Uma casa abandonada. Uma casa que guarda algo muito importante para ter tantos vampiros vigiando. Uma casa que a própria rainha se esconde! Tinha certeza de que, de alguma forma, os fatos tinham alguma ligação."
Não obstante, temos diversos personagens secundários que nos cativam e despertam nossa ira com suas atitudes. O mistério em volta de quem sequestrou a rainha Elizabeth, sobre a paternidade de Ellene, sobre quem que vai ficar com Milosh e diversos outros pontos me deixaram muito curiosa para saber como a autora vai finalizar essa série, acredito que será um final que deixará os leitores de boca aberta! rsrsrsrsrs
Devo acrescentar aqui que me senti intimidada com Elizabeth. Desde Híbrida sabemos sobre ela somente o que Milosh diz, neste livro, vamos acompanhar algumas de suas decisões e olha... não gostei nem um pouquinho do que vi... espero que em Rainha ela continue assim, pois se o Milosh ficar com a Ellene, não ficarei com dó dela! kkkkkk >.<
"A quem queria enganar? A culpa não a deixaria tão cedo... Como um sentimento tão forte poderia surgir por um homem de quem tinha tanto medo? Como não percebeu antes?"
A narrativa continua em terceira pessoa e acompanha os personagens principais para a trama. A edição da Novo Século está muito linda, essa capa é maravilhosa e a nova capa de Híbrida também. Não encontrei erros de revisão que prejudicassem a leitura, possui diagramação simples com letras em tamanho menos, o que dificultou um pouco minha leitura pelo motivo de miopia da minha parte rsrsrsrs.
Como um todo, só posso indicar. Mari Scotti escreve com o coração e você pode ler seus livros sem receio nenhum. Mesmo as cenas mais sensuais são maravilhosamente escritas e deixam o leitor satisfeito.


Avaliação: 



Sobre a autora: 






Paulistana. Nascida em 22 de fevereiro de 1980. Formada em Recursos Humanos pela faculdade das Américas. Aprendeu a amar a literatura desde a infância quando sua mãe lhe mostrou um livro que estava escrevendo. Apoia sem reservas a literatura Nacional. Já gravou CD, compôs e hoje dedica a maior parte do seu tempo aos personagens. Autora dos livros Híbrida – série Neblina e Escuridão pela Editora Novo Século e Insônia, série Nefilins. Criadora e administradora da fanpage de literatura nacional: Literatura Nacional BR e do Blog Coração de Papel.
Responsável pela Semana do Livro Nacional no Estado de São Paulo desde 2014.




2 comentários:

  1. Tomás melhora muito Ana! Nem parece o mesmo em Rainha!
    E eu odiei a Elizabeth quando tava lendo Guardião! Graças a Deus e Mari Scotti ela também melhora e dá pra gostar dela uahsuahsuahs
    Tenho um sentimento especial por Guardião e sua cena de metro ♥

    ResponderExcluir
  2. Você lendo Guardião foi a melhor. Obrigada por compartilhar com a gente suas impressões. Amei amei amei! Não vejo a hora de ler suas impressões de Rainha <3.

    Resenha incrível como sempre.

    Beijo, Mari

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png