19 maio 2014

Resenha: O Outro Lado de Mim - Memórias

Quinto livro do Desafio Literário Skoob - Maio: Biografias 

Edição: 1
Editora: Record
ISBN: 8501073431
Ano: 2005
Páginas: 394
Tradutor: Ana Luisa Dantas Borges

Adicione no "Orelha de Livro"


Sinopse: Sidney Sheldon é um dos maiores best-sellers de toda a história, com mais de 300 milhões de livros vendidos, em 51 idiomas e em mais de 180 países. Todos os 18 romances do autor alcançaram a Lista dos Mais Vendidos. Tais como: "O Outro Lado da Meia-noite", "A Herdeira", "A Ira dos Anjos", "Juízo Final", entre outros. Revelações sobre a vida do autor em Hollywood, ao lado de estrelas como Cary Grant, Marylin Monroe, Judy Garland, Frank Sinatra e Doris Day. Sheldon foi vencedor do Oscar com o filme "Solteirão Cobiçado", além de criador da série mundialmente famosa "Jeannie é um Gênio". Alguns detalhes sobre a vida pessoal do autor: a infância em Chicago, em um ambiente familiar instável com as constantes discussões dos pais; a revelação de ser portador da psicose maníaco-depressiva, e muito mais!

Resenha:

"A previsão de Bea Factor de que me tornaria famoso mundialmente finalmente tinha se concretizado".
 Mas não foi nada fácil! Em O Outro Lado de Mim, acompanhamos as memórias de Sidney Sheldon, nascido Sidney Schechtel. Sua infância, convivência com os pais e seu irmão, a vontade de ser alguém, de ganhar dinheiro e de parar de se mudar com a família. Ter um lugar seu, dar uma vida melhor a sua mãe. Seus muitos fracassos e sua incrível vitória. Sua adolescência longe da família, o momento em que conseguiu escrever seu primeiro roteiro. Mais tarde, já conhecido em Hollywood, acompanhamos a lembrança de seus trabalhos... seus filmes, peças de teatro e séries de TV.

"Ou meu pai era um excelente vendedor ou eu não estava completamente determinado a me suicidar, pois, no final da quadra seguinte, tinha decidido adiar meu plano.Mas pretendia deixar minhas opções abertas.Entretanto, não estava ansioso para voltar à vida miserável que estivera prestes a abandonar".
Quem me conhece sabe que adoro esse autor, já li muitos de seus livros, mas aqui no blog, só tenho resenha de O reverso da Medalha e A Senhora do Jogo. Ótimos livros que como o autor mesmo afirma, possuem o melhor e o pior do ser humano. Mas por incrível que pareça, não sabia nem metade da vida deste homem. Primeiro me apaixonei por seus livros, e agora, depois de ler este livro, pode ter certeza que vou querer saber tudo o mais sobre ele.

"Como parte da tarefa escolar, os alunos se revezavam para ler em voz alta contos de um livro chamado Elgin Reader. Líamos Poe, O`Henry, Trkington, e eu sonhava que, um dia, o professor ia dizer: "Abram a página 20", e, surpresa!, lá estaria uma história escrita por mim. De onde vinha esse sonho, não sei. Talvez fosse um retorno atávico a algum ancestral morto havia muito tempo".
Uma obra quase completa, Sidney só nos conta sobre a criação de alguns livros, confesso que eu queria saber sobre todos! Mas o amor pela escrita, já estava lá, desde pequeno, Sidney sonhava em ser conhecido por seu potencial. Um mente brilhante que trabalhava sem parar, fiquei maravilhada com tantos trabalhos que o autor fez, as vezes, 3 ou 4 de uma só vez e sempre querendo mais. Claro que sua vida não foi perfeita, muitas derrotas esperavam nosso querido protagonista deste livro. Mas foram derrotas memoráveis!

"Sabia que minhas emoções estavam fora de controle. Então não fazia ideia do que estava acontecendo comigo. Olhei para a cara feliz no espelho e comecei a chorar". 
Com uma narrativa objetiva, Sidney Sheldon nos brinda com uma historia única: A história de sua vida. Seus medos e anseios, suas "quase" felicidades... pois o mesmo sofria de psicose maníaco-depressiva (hoje conhecida como síndrome bipolar), e raramente conseguia sentir-se feliz, na maioria das vezes, acusava-se por não ser bom o suficiente, sentia muita tristeza e ações suicidas. Mas nunca desistiu, este livro é uma lição de vida. Impossível dizer menos. Muito carismático e engraçado, Sidney nos conta tudo, deste fatos inusitados que aconteceram com ele, até momentos de perda. Um homem humilde, que criou sua própria história e se tornou um romancista de sucesso.

"Foi como um milagre. Poucos anos antes, eu era lanterninha, assistindo àqueles astros glamourosos e inacessíveis na tela. E agora estava escrevendo para eles, produzindo, dirigindo-os, influenciando suas vidas como antes eles influenciaram a minha".
A diagramação do livro é simples, mas muito bem feita. Possui folhas brancas, mas não prejudicou minha leitura, talvez, se fosse algum outro titulo, eu reclamaria, mas se tratando deste mestre, impossível reclamar!
acho que perceberam pelos post-its como amei este livro neh? rsrsrsrsrsr
Outra coisa que gostei muito, foi as fotos no meio do livro. São momentos marcantes para o autor e isso me emocionou muito! Bem, o livro inteiro é emocionante: oscilei minha leitura entre sorrisos e lágrimas. Uma obra que realmente vale a pena ser lida! Super recomendado!


Avaliação:


Sobre o autor:



Sidney Schechtel (Chicago, 11 de fevereiro de 1917 — Rancho Mirage, 30 de janeiro de 2007), mais conhecido como Sidney Sheldon, foi um escritor e roteirista norte-americano. Durante sua vida, Sheldon publicou dezoito romances; todos alcançaram a lista de mais vendidos do jornal The New York Times. Eles totalizaram mais de 300 milhões de cópias vendidas, com traduções para 51 idiomas, distribuídos em cerca de 180 países; por esse fato, ele é considerado "o escritor mais traduzido do mundo" pelo Guinness. O escritor também é creditado por 250 roteiros televisivos, seis peças para a Broadway e 25 filmes.

6 comentários:

  1. Olá, Ana
    Adorei a sua resenha. Gostaria de ler esse livro, pois gosto muito dos livros de Sidney Sheldon.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana..
    Acho que não li nenhuma Biografia antes..
    Ainda não conhecia esta, mas não sei se começaria por esta.
    Que bom que voce gostou tanto.

    Blog: livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br
    Fanpage: facebook.com/livrosvamosdevoralos

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Biografia não é um dos estilos literários que eu costumo ler, claro que não tenho nenhum preconceito, só não apareceu oportunidade, quem sabe seja essa!
    Parece ser um bom livro, algo que vale a pena se ler.
    A resenha está ótima.

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca li uma biografia antes
    Não faz meu tipo esses livros
    Mais um dia pretendo me aventurar nesses tipos de livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana, eu gostei muito da sua resenha, eu nunca li livros biográficos, nem sinto vontade de ler, eu gostaria muito de ler algum livro do Sidney Sheldon, todo mundo fala tão bem dos seus livros.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana tudo bom???
    Não tenho a minima vontade de ler um livro de biografia, nem um pouquinho :P

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz