23 abril 2016

Resenha: A Escolha - Kiera Cass

Edição: 1
Editora: Seguinte
Autor: Kiera Cass
Serie: A Seleção – Livro 3
Titulo Original: The One.
ISBN: 9788565765374
Ano: 2014
Páginas: 352
Tradutor: Cristian Clemente

Sinopse:
No aguardado terceiro volume da série A Seleção, America já fez sua escolha, mas ainda há muitas outras em jogo. Com o fim do concurso cada vez mais próximo, e as ameaças rebeldes ao palácio ainda mais devastadoras, ela precisará lutar para alcançar o futuro que deseja.
America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais. No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem.
Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas, America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante.
Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes.

A Escolha é o terceiro livro da serie "A Seleção", precedido por "A Seleção" e "A Elite" . A serie também conta com alguns contos pelo ponto de vista de alguns personagens, como "O Príncipe", "O Guarda" e "A Rainha". Os dois primeiros você pode encontrar publicados em edição física no livro "Contos da Seleção" ou todos separadamente no site da editora. Para ler as resenhas já publicadas aqui no blog, é só clicar nos títulos.


Resenha:
Primeiramente eu quero deixar claro que li esse livro na data de lançamento, mais precisamente  um dia após o lançamento, já que foi esse o tempo que levei para concluir a leitura: 24 horas. Mas, demorei  2 anos para criar coragem e resenha-lo, afinal, eu realmente não sei como fazer isso sem ter um ataque de fangirl ou sair soltando spoilers a torto e a direito. Mas eu vou tentar, prometo (tentar) ser o mais “profissional” possível. Prometo(tentar) não ficar fazendo observações do quanto eu amo o Maxon ... Ops..
E para ser totalmente sincera, preciso confessar que esse foi o primeiro livro em que li o final antes do primeiro capitulo. Eu simplesmente precisava saber como tudo ia terminar, eu não ia aproveitar a leitura e teria um infarto antes de chegar aonde eu precisava, no ponto em que eu tanto esperei. Então sim, me desculpa, mas eu li o final.

Vamos por partes, eu preciso expressar todo o meu sentimento e meu amor por essa serie, então vamos fazer essa resenha por partes.

"A Seleção" eu li de forma despretensiosa. Um livro de princesas com uma capa bonita e que foi comparado(erroneamente) com Jogos Vorazes por alguns amigos. É claro que fiquei mega curiosa e já imaginei as princesas da Disney caçando uma a outra com aqueles vestidos esfarrapadas e uma faca de caça estilo Rambo e coisa e tal... Louco né? Mas foi isso que imaginei. E eu não poderia estar mais enganada. Foi amor a primeira linha e depois daí, li todos eles de forma compulsiva.

"A Elite" eu li de forma afoita, com o coração na mão e terminei com um sentimento angustiante, sem ter a minima ideia de onde Kiera Cass ia nos levar.

Já  A Escolha, que eu precisei esperar mais de um ano entre "A Elite" e ele, foi um caso aparte, foi um misto de desespero e ansiedade, que não consigo nem colocar em palavras. Eu precisava desse livro assim que terminei o anterior, e como não o tinha, remoí as diversas teorias conspiratórias que rolava pela internet  e isso só aumentava o meu desespero.Mas vamos falar sobre o livro em sí.

Quem já leu os primeiros livros da serie sabe do que se trata, quem não leu, aconselho a dar uma olhadinha nas resenhas já postadas aqui no blog de "A Seleção" e "A Elite", os links estão lá em cima no inicio da resenha. Mas vou dar uma revisada geral, pra todo mundo entender.

O mundo pós guerra foi duvido em castas, conforme a posição social, o quão rico se é e qual é a sua real vocação. E todas estas castas são governadas pela família real de Ilheia. E como de costume, quando o herdeiro do trono completa a maior idade, ele precisa casar. Mas, com o intuito de manter o povo fiel, o próximo rei ou rainha sempre se casa com um plebeu. Só que para isso acontecer, é feita a seleção.

No caso, o príncipe herdeiro é Maxon e ele precisa escolher entre as 35 garotas de diversas castas, com qual delas quer se casar. É claro que nada é tão simples, não é só a opinião de Maxon que conta , são diversas provas, a opinião do povo e a interferência do Rei...
Mas, em A Escolha, Maxon já passou por tudo isso, agora são apenas quatro garotas, America, Kriss, Celeste e Elise, e ele precisa escolher entre elas qual sera a próxima princesa de Ilheia.
“Maxon me puxou para perto dele e pôs a mão em volta da minha cintura. Levei uma mão ao seu peito e segurei meu vestido encharcado com a outra. Balançamos, quase sem nos mexer. Descansei o rosto em seu peito, e ele apoiou o queixo sobre a minha cabeça. E, assim, giramos ao som da chuva.”
É claro que America Singer, nossa protagonista,  é a favorita de Maxon, mas ela também tem um antigo relacionamento com Aspen, que detalhe:Maxon não sabe. E agora Aspen também é guarda do castelo,e o coração de America esta dividida entre eles e ela precisa (e quer muito, mais muito mesmo, pq ela pede isso toda hora) de tempo para decidir o que quer da vida.

Mas, Maxon precisa decidir a sua vida, essa é a única chance que ele tem de ser feliz, ou não, e o fato de America esta indecisa quanto ao que quer da vida faz com que ele comece a prestar mais atenção nas outras selecionadas. E essa pessoa é Kriss, a favorita do povo e a personificação da princesa perfeita. E é a partir do momento que percebe que Maxon pode estar  inclinado a escolher Kriss ao invés dela, é que America vai perceber que precisa decidir  se ela quer sair da competição e esperar por Aspen. Ou, deixar de lado todas as suas duvidas e incertezas e realmente lutar por Maxon e assumir sua posição como monarca de Ilheia.
"- Pode partir meu coração. Mil vezes, se desejar. Sempre foi seu para machucar como quiser."
Então gente linda, essa é uma das minhas serie favoritas. Eu simplesmente amo Kiera Cass, tanto que passei 16 horas na fila da bienal de Sp de 2014 para conseguir ver ela e ter meus livros autografados. E olha, valeu cada minuto, a fome, as bolhas nos pés, os ombros queimados do sol,  o sono e a canseira, ela é simplesmente maravilhosa, um amor de pessoa. Para vocês terem uma ideia, mesmo depois que acabaram as senhas, ela ficou e atendeu o restante do pessoal que estava lá. Foi magico.


Sobre este livro, então, eu não posso falar muito pois como eu sou #TeamMaxon assumidíssima, por isso qualquer expressão de felicidade excessiva pode deixar vocês com a pulga a trás da orelha ou, na pior das hipóteses, com um spoiler imenso nas mãos.

Enfim, vamos falar de America, pois America é uma pessoa revoltante, extremamente complexa e irritante. Quem aqui leu os livros anteriores que ficou com raiva dela pela indecisão e a falta de atitude.... Só uma coisa a dizer: PIORA, e muito. Não no quesito indecisão, pois ela começa o livro já com a certeza de com quem ela quer ficar, mas a falta de tato e de noção é algo risível, mas apesar de tudo, ela se torna um personagem adorável quando coloca a cara a tapa por quem realmente quer.

Vamos ter aqui também muito mais sobre os rebeldes e ataques mais frequentes do pessoal que quer a destruição das castas, e America vai estar no centro disso.

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre as outras selecionadas, principalmente Kriss, ela vai estar bem mais próxima do nosso amado príncipe e também de  Celeste, a mais decidida e competitiva entre as selecionadas, que vai estar um pouco mais próxima de Aspen. Então, quando America vê seus dois homens tomando seus rumos, sem ela por sinal,  então enfim, ela vai tomar uma atitude.

Já Aspen, bem, ele continua tão insignificante quanto antes, um personagem que não agrega muito, mas que vai ser bastante ativo na trama.

E o mais importante de todos, vamos ter MAXON, o príncipe mais encantador de todos os tempos. Este sim vai estar bastante diferente do que estamos acostumados, ele vai estar sombrio e bastante decidido a conseguir a sua princesa, mesmo que ela não seja a America. Ele também vai estar estabelecido em sua posição de futuro governante. É visível o crescimento emocional e da personalidade do personagem. Maxon vai ser o centro de tudo em “A Escolha”, então, para que é do team Maxon, segurem os corações.

Também esta perceptível o crescimento de Kiera Cass como escritora. Mas, eu particularmente achei o final um tanto quanto apreçado. Imagine esperar quase 3 anos, para saber qual seria a escolha de Maxon e no final ter o casamento resumido em um capitulo e sem lua de mel, é revoltante. Mas, não que falte algo, o livro termina bem e com quase todas as pontas amarradas, a não ser, é claro, a situação dos rebeldes, que é uma parte da trama pouco desenvolvida também, e que deixa o leitor bastante curioso e ao final, sem uma resposta.

Ok, ok, eu sei que estou me estendendo demais, mas vamos falar um pouquinho sobre o livro físico.  Perfeição, é a palavra que define, simples assim. A capa é maravilhosa, e o tom branco é perfeito para essa ansiedade sobre quem vai ser a noiva. A diagramação também esta impecável, sem erros de revisão aparente, fonte agradável para leitura e paginas amareladas.

Enfim, enfim, eu preciso deixar claro que, indiferente do final ser do meu agradado ou não, coisa que eu não posso dizer, vamos ter um casamento lindo e lacrador, que de um modo ou de outro, vai ser bom para todo mundo.
“– Eu amo você – ele disse simplesmente. – Deveria ter dito isso há muito tempo. Talvez tivesse evitado tantos erros idiotas. Por outro lado – acrescentou, esboçando um sorriso -, às vezes penso que foram todos esses obstáculos que me fizeram amá-la tanto assim.”
Sobre o autor:

Quando terminou o ensino médio, sua ambição era o teatro, e foi para Coastal Carolina University, se formando em Teatro Musical. Depois foi para Radford University e mudou para Música. Então Comunicação. Em seguida, História. Acabou estabelecendo-se em História, mas mudou-se para Blacksburg, casou teve filhos. Depois disso, tornou-se dona de casa para ficar em casa com os filhos.
Em 2007, abalada por uma tragédia local, tentou um monte de coisas para se recompor, resultando em se sentar para escrever uma história onde o seu personagem teve que lidar com seus problemas. Escrever lhe ajudou a lidar com todas as coisas que estava sentindo. Acabou por não terminar essa história, porque começou a escrever The Siren. Depois de adquirido o hábito de escrever, teve muitas idéias, incluindo The Selection e um punhado de outras que estão esperando sua vez.
Atualmente vive em Blacksburg, VA, com seu marido e filhos.


2 comentários:

  1. Olá, Geeh.
    Não sei se gostaria muito desse livro. Apesar de ter uma pegada de distopia, o que eu amo, vai mais pelo lado romântico, o que não gosto muito. Ademais, acho que America vai me irritar. haha
    Mas talvez eu dê uma chance para a autora futuramente.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa resenha.
    Gosto muito dessa série, teve momentos que eu queria agarrar a América pelos cabelos e esfregar a cara dela em um asfalto quente.
    Mas tudo bem, faz parte, lendo sua resenha me deixou com um gostinho de quero mais, uma pena eu não reler livros.
    Esse foi o livro que mais gostei da série.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz